O Terno: “Nada/Tudo”


Em Melhor do Que Parece – 3º colocado em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Brasileiros de 2016 –, os integrantes do grupo paulistano O Terno conseguiram preservar o descompromisso e fino toque nostálgico que vinha sendo explorado desde o início da carreira, porém, provando de novas possibilidades e temas. Prova disso está na composição de músicas como Volta, Minas Gerais e a própria faixa-título do disco, indicativo do completo amadurecimento da banda, principalmente, Tim Bernardes, que, meses mais tarde, voltaria com o excelente Recomeçar (2017).

Três anos após a produção do elogiado registro, o trio – completo pelos músicos Guilherme d’Almeida (baixo) e Biel Basile (bateria) –, segue de onde parou com o lançamento de Nada/Tudo. Escolhida para apresentar o quarto álbum de estúdio da banda, o duplo <atrás/além> (2019), a nova faixa se espalha em meio a pequenos respiros instrumentais, pianos e arranjos de metais, base climática para a poesia dolorosa de Bernardes, hoje inspirado pela passagem do tempo, o distanciamento entre os indivíduos e as relações que prevalecem mesmo nesse período de forte instabilidade.

<atrás/além> (2019) será lançado em 23/4 via Risco.



O Terno – Nada/Tudo