Ouça | Dirty Projectors: “Windows Open”


Dois anos após o lançamento do último álbum de estúdio da carreira, o bom Lamp Lit Prose (2018), David Longstreth e seus parceiros de banda no Dirty Projectors estão de volta com um novo registro de inéditas. Em Windows Open (2020), trabalho de quatro faixas que conta com distribuição pelo selo Domino, o músico estadunidense traz de volta a mesma atmosfera graciosa detalhada em algumas de suas principais obras, caso de Swing Lo Magellan – 22º lugar em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Internacionais de 2012 –, e seus antecessores, os elogiados Bitte Orca (2009) e Rise Above (2007).

Marcado pela leveza dos arranjos, melodias acústicas e delicadas fórmulas instrumentais, o trabalho encontra no lirismo político a base para grande parte das canções. É o caso da já conhecida Overloard, entregue ao público há poucas semanas, e a sensível Search For Life, música regida pela voz de Maia Friedman, parceira de Longstreth durante toda a execução do EP. Canções que funcionam como uma propositada fuga de tudo aquilo que o Dirty Projectors vinha experimentando nos últimos anos, vide o material entregue no homônimo disco de 2017, com seus temas eletrônicos. Ouça:



Dirty Projectors – Windows Open