Ouça | Juliano Gauche: “Bombyx Mori”


Longe de qualquer traço de conforto, o cantor e compositor Juliano Gauche continua a se reinventar dentro de estúdio. Dois anos após a entrega do terceiro álbum de inéditas da carreira, Afastamento (2018), obra que revelou ao público músicas como Longe, Enfim e Dos Dois, o artista de origem capixaba parece investir uma sonoridade completamente distinta no recente Bombyx Mori EP (2020). São pouco mais de seis minutos em que o ouvinte é convidado a se perder em meio a melodias acústicas e vozes quase submersas, como uma fuga do material entregue no disco anterior.

São três composições inéditas que buscam inspiração na literatura espírita de Chico Xavier, no existencialismo melancólico de Clarice Lispector e o trabalho de artistas como Angel Olsen, Alice Phoebe Lou e YMA. Para a produção do registro, lançado pelo selo Índigo Azul, Gauche contou com a colaboração dos músicos Kaneo Ramos (violão), Klaus Sena (sintetizadores) e Marcos Vitoriano (piano). O resultado desse delicado encontro está na entrega de um dos projetos mais sensíveis já assinados pelo cantor e compositor capixaba, minúcia que se reflete até o último instante do EP.



Juliano Gauche – Bombyx Mori