Ouça | Meu Nome Não É Portugas: “Fraga e Sombra”


Colaborador em alguns dos projetos mais importantes da cena paulistana e um dos principais articuladores do Inhame Sesions, o cantor, compositor e guitarrista Rubens Adati está de volta com o segundo álbum de estúdio do Meu Nome Não É Portugas, Fraga e Sombra (2019). Com distribuição pelo selo Cavaca Records e masterização assinada pelo experiente Arthur Joly, o trabalho de nove faixas é o primeiro grande lançamento do artista desde o introdutório Sob Custódia da Distância (2017). Um lento desvendar de ideias, medos e sentimentos que se abre para a chegada de diversos colaboradores.

Entregue ao público em pequenas doses, vide a sequência de músicas apresentadas pelo artista nas últimas semanas, Fraga e Sombra conta com a interferência direta de músicos como Papisa (Ilhados), André Travassos (The Wolves), Ale Sater (Competição), Gabriel Ventura (Erros Simples), Marcelo Vogelaar (Ao Avesso) e YMA (Raiz). São pouco menos de 30 minutos de duração em que o guitarrista paulistano vai do dream pop ao folk atmosférico em uma linguagem sempre particular, sensível, dialogando de com a obra de conterrâneos como Terno Rei, Raça e demais representantes da cena local. Ouça:



Meu Nome Não É Portugas – Fraga e Sombra