Ouça | Róisín Murphy: “Róisín Machine”


Partindo de um lento processo de composição que teve início ainda no último ano, durante o lançamento de Incapable, Róisín Murphy apresenta ao público o quinto álbum de estúdio da carreira: Róisín Machine (2020). Produzido em parceria com Richard Barratt, parceiro de longa data da artista, o registro de dez faixas concentra o que há de melhor na carreira da cantora que começou a carreira como integrante do Moloko. São pouco mais de 50 minutos em que a irlandesa atravessa o pop eletrônico dos anos 1970, 1980 e 1990 em uma linguagem deliciosamente dançante e autoral.

Exemplo disso está em toda a seleção de músicas apresentadas pela artista nos últimos meses. É o caso de Something More, composição entregue ao público há poucas semanas, além de outras preciosidades, como a excelente Myrphy’s Law e Narcissus, essa última, outro ponto forte do trabalho. Claramente pensado para as pistas, Róisín Machine é o primeiro álbum da irlandesa desde Take Her Up to Monto (2016), casa de faixas como Mastermind e Ten Miles High. A cantora conta ainda com os essenciais Ruby Blue (2005), o elogiado Overpowered (2007) e Hairless Toys (2015). Ouça:



Róisín Murphy – Róisín Machine