Ouça | Wado: “A Beleza que Deriva do Mundo, Mas a Ele Escapa”


Dois anos após o lançamento do político Precariado (2018), obra que contou com a colaboração de nomes como Teago Oliveria, Tuyo e o coletivo Baleia, Wado está de volta com um novo trabalho em carreira solo: A Beleza que Deriva do Mundo, Mas a Ele Escapa (2020). Com lançamento pelo selo LAB 344, o disco segue uma trilha particular quando próximo de algumas das principais obras do catarinense naturalizado na Alagoas, como Terceiro Mundo Festivo (2008) e Samba 808 (2011). Trata-se de um registro livre de qualquer elemento de percussão, como um reforço à leveza e uso das vozes.

Repleto de participações especiais, como tudo aquilo que o músico tem produzido desde o início da carreira, o trabalho se abre apara a chegada de nomes com Otto, Zé Manoel e Kassin. Nas últimas semanas, Wado revelou ao público algumas das canções que recheiam o álbum. É o caso da ainda recente Depois do Fim, encontro com Zeca Baleiro e Patrícia Ahmaral, Arcos, com Felipe De Vas e Yo Soy Toño, Nina, com o cantor e compositor baiano Lucas Santtana, além, claro, da parceria com Flora, em Faz Comigo, composição escolhida para anunciar a chegada do registro. Ouça:



Wado – A Beleza que Deriva do Mundo, Mas a Ele Escapa

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.