Ouça | William Doyle: “Great Spans of Muddy Time”


Conhecido pelas criações como East India Youth, pseudônimo pelo qual lançou os ótimos Culture of Volume (2015) e Total Strife Forever (2016), William Doyle passou os últimos anos se revezando em uma série de obras lançadas pelo próprio nome. São trabalhos como The Dream Derealised (2016), o colaborativo Murmuration (2018) e, mais recentemente, Your Wilderness Revisited (2019), de onde vieram criações com Brian Eno, Laura Misch e outros nomes importantes da cena inglesa. Nada que se compare ao material entregue pelo multi-instrumentista em Great Spans of Muddy Time (2021).

Mais recente criação de Doyle em carreira solo, o registro que conta com músicas como And Everything Changed (But I Feel Alright), Nothing at All e Semi-Bionic parece transitar por entre gêneros de forma sempre detalhista. São canções que vão do pop progressivo de veteranos como Penguin Cafe Orchestra aos temas eletroacústicos de Perfume Genius, Owen Pallett e outros nomes importantes do art pop. Um misto de passado e presente que vai do uso de orquestrações sublimes ao mais completo experimentalismo, marca das antigas criações do artista como East India Youth. Ouça:



William Doyle – Great Spans of Muddy Time