""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Pequenos Clássicos Modernos

Nevilton
Brazilian/Indie Rock/Alternative Rock
http://www.myspace.com/nevilton
http://www.nevilton.com.br/

Por: Cleber Facchi

Poucos EPs na recente história do rock nacional tiveram tanto destaque quanto esse Pressuposto (2010), um dos trabalhos mais empolgados da banda paranaense Nevilton. Pela primeira vez, toda a energia das apresentações ao vivo do grupo (e que apresentações) conseguiam ser armazenadas, mostrando o poderio do trio de Umuarama, que embora já houvesse nos presenteado com uma série de bons singles e EPs ainda precisava provar de fato a que veio.

Em apenas cinco músicas Nevilton de Alencar, Thiago “Lobão” Inforzato e Éderson “Chapolla” Abreu agrupavam uma mar de referências que vem desde o rock brasileiro dos anos 80, bebericando do rock independente da década de 1990, até se assentar aos sons dos anos 2000. Da primeira a última faixa o trio nos entrega um som enérgico, pop e marcante, que nos fisga tanto pelas letras bem construídas como pelos excelentes rifes e guitarradas incessantes. Um desses álbuns que fazem todo o rock nacional valer à pena.

A faixa que nomeia o disco é também a que o inaugura. Através dos gritos quase pré-históricos do vocalista, além de uma chuva de acordes acelerados Pressuposto mostra a que veio a banda, dando um banho de energia e vivacidade no ouvinte e de maneira mais do que eficiente o conduzindo para dentro do trabalho. Entretanto, toda a beleza com que a composição evidencia a sonoridade do grupo acaba soando como um mero rabisco perto do que ainda estava por vir.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=uKYt1xSsPQc]

Logo nos primeiros segundos O Morno mostra todo o brilho do trio paranaense, um verdadeiro arrasa quarteirões do rock nacional. A letra cativante e bem amarrada da faixa segue costurando as rajadas monumentais da guitarra de Nevilton, o baixo poderoso de Lobão e a bateria destruidora de Chapolla. É praticamente impossível sair ileso após uma audição de tal música, há tempos que uma canção não conseguia unir com tanta propriedade essa soma de elementos soando jovial, crua, explosiva e ainda sentimental. Se não for a melhor é sem duvida uma das mais importantes canções de 2010.

Na sequência Vitorioso Adormecido com sua letra quase de auto-ajuda surge como uma espécie de continuação da faixa anterior, embora um pouco mais cuidadosa e menos enérgica. Com uma das poesias mais belas do trabalho Do Que Não Deu Certo explora todo o lado melancólico do grupo, feito que já era conhecido de faixas como Delicadeza, Sol e Lua e outras mais de seus registros anteriores. Difícil não se emocionar com trechos como “Pode ser que a noite acabe/ e quem sabe a música se torne silencio e solidão”. Por fim Singela, uma… singela homenagem da banda aos amigos, outra bela pérola do trabalho, porém não tão intensa quanto as musicas anteriores.

O bom rendimento do trabalho faria com que a banda figurasse nas principais publicações nacionais, sendo inclusive responsável pela abertura de um show do Green Day, quando em passagem pelo Brasil. Pressuposto EP é um minúsculo conjunto de cinco faixas, mas que valem muito mais do que algumas discografias por ai.

Pressuposto EP (2010)

Nota: 8.5
Para quem gosta de: Apanhador Só, Sabonetes e Do Amor
Ouça: O Morno

[soundcloud url=”http://api.soundcloud.com/tracks/9242031″]