Persiano: “Pessoas Reais Disponíveis para Conversar”

 

Lenta e hipnótica, como um mantra, a voz do cantor e compositor Persiano ganha forma em Pessoas Reais Disponíveis para Conversar. “Eu vou correr / Pra te abraçar / Mil léguas / Pra te abraçar / Eu vou correr pra não perder o trem“, canta enquanto sintetizadores e inserções eletrônicas convidam o ouvinte a se perder em uma psicodelia futurística, mágica, como uma lenta desconstrução do som apresentado no primeiro álbum de estúdio do artista, o experimental Art La Vista (2014).

Pontuada pela inserção de vozes robóticas e convites para partir, a música “brinca com o futuro próximo, onde pessoas reais disponíveis para conversar serão coisas do passado“, explica Persiano, confesso interessado nos conceitos de futurísticos da série Black Mirror. Faixa-título do novo disco do mineiro, a canção ainda sussurra referências antigas e recentes, caso de Brian Eno, Kraftwerk e Metronomy — referenciados na base minimalista e eletrônica que toma conta da canção.

Pessoas Reais Disponíveis para Conversar (2018) será lançado em abril pelo selo Tangerina.

 

Persiano – Pessoas Reais Disponíveis para Conversar