Porches: “Rangerover” (Feat. Dev Hynes)


Com três álbuns de estúdio em mãos — Slow Dance in the Cosmos (2013), Pool (2016) e The House (2018) —, Aaron Maine segue em um criativo cruzamento de ideias que tem feito do Porches um dos projetos mais interessantes da cena nova-iorquina. São variações instrumentais que vão do pop dos anos 1980 ao rock minimalista, estímulo natural para algumas das principais criações do músico norte-americano, como Be Apart, Mood e Goodbye. Pouco mais de um ano após o lançamento do terceiro registro de inéditas da carreira, Maine está de volta com mais uma criação autoral.

Em Rangerover, o músico estadunidense segue exatamente de onde parou no último ano, revelando ao público uma faixa que ganha forma aos poucos, esmiuçando cada fragmento de voz, melodia ou batida complementar. O destaque acaba ficando por conta da breve participação de Dev Hynes (Blood Orange) como voz de apoio na canção.Um som cuidadoso, maior a cada nova audição, marca do som produzido pelo Porches desde o inaugural Slow Dance in the Cosmos. Há poucos meses, Maine e Hynes se encontraram em Angel’s Pulse (2019), mais recente mixtape do Blood Orange.


Porches – Rangerover (Feat. Dev Hynes)

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.