RØKR: “RØKR”

 

Quatro anos após o lançamento de Allegory (2013), o cantor e produtor pernambucano Roberto Kramer está de volta com um novo registro de inéditas como RØKR. Autointitulado, o trabalho encontra na lenta sobreposição de vozes, batidas e arranjos eletrônicos a base para cada uma das oito composições que abastecem o registro distribuído pela Balaclava Records. Um cuidado que tem início na melódica You Wake e segue até o último fragmento de Pi, canção escolhida para fechar o disco.

Entre versos em inglês que detalham os principais sentimentos do músico pernambucano, pequenas variações rítmicas aproximam o trabalho de Kramer de pequenos notáveis da música norte-americana. São sintetizadores empoeirados, como em Arepas, flertes com o R&B e texturas atmosféricas que sutilmente dialogam com a obra de Toro Y Moi, Washed Out, Giraffage e outros nomes do pop lo-fi, similaridade que em nenhum momento sufoca a identidade criativa do produtor.

 



RØKR -RØKR