Sampha: “Cranes In the Sky” (Solange Cover)

 

De todas as canções apresentadas por Solange em A Seat at The Table – 9º colocado na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2016 –, Cranes In The Sky talvez seja a que melhor reflete sobre a força da poesia que marca o trabalho. Versos que escancaram a crueza do racismo (“Eu tentei mudar isso com o meu cabelo”) e a opressão sofrida diariamente pelas mulheres (“Pensei que um vestido novo melhoraria as coisas”). Um ato essencialmente doloroso, sensível.

Parceiro de Solange na também excelente Don’t Touch My Hair, parte do mesmo trabalho, Sampha decidiu reinterpretar Cranes In The Sky durante a passagem pela última edição do festival Glastonbury. O resultado está na construção de uma faixa minimalista, completa apenas pela voz e pianos do artista. Uma espécie de ponte para o material apresentado em (No One Knows Me) Like the Piano, parte do primeiro álbum de estúdio do cantor, o excelente Process (2017).

 

Sampha – Cranes In the Sky (Solange Cover)