Sci Fi: “Sci Fi”

 

O encerramento temporário das atividades do Câmera pode ter silenciado uma das grandes bandas da cena brasileira, entretanto, fez com que cada integrante mergulhasse na construção de um novo e bem-sucedido projeto. Um bom exemplo disso está no primeiro álbum em carreira solo do baixista Bruno Faleiro. Sob o título de Sci Fi, uma seleção marcada por seis faixas sujas, caseiras, íntimas de gigantes do rock alternativo dos anos 1980 e 1990 – principalmente Sonic Youth e My Bloody Valentine.

Em uma trilha contrária ao som produzido no melódico Mountain Tops (2014), último trabalho do Câmera, ou mesmo o recente Songs for Wood & Fire (2016), do parceiro André Travassos na estreia como M O O N S, Faleiro brinca com a crueza dos arranjos e pequenas doses de distorção. Uma viagem declarada em direção ao passado, como se cada composição indicasse as principais referências e obras que influenciaram o trabalho do músico mineiro.

 

Sci Fi – Sci Fi

Veja também:


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend