Shame: “Water In The Well”


No início de setembro, os integrantes do Shame pegaram todo mundo de surpresa com o lançamento de Alphabeat. Menos urgente em relação ao material entregue no primeiro álbum de estúdio do quinteto, Songs of Praise (2018), a faixa regida pelo som metálico das guitarras e ambientação claustrofóbica parecia aproximar o grupo londrino de outros nomes recentes da cena europeia, como os contemporâneos Fontaines D.C. e Idles, tratamento que volta a se repetir em Water In The Well, composição escolhida para apresentar o novo disco da banda: Drunk Tank Pink (2021).

Ponto de equilíbrio entre o material entregue em Songs of Praise e a nova identidade criativa incorporada durante o lançamento de Alphabeat, Water In The Well mostra que o grupo britânico ainda tem muito a oferecer. Enquanto guitarras e versos declamados evocam a obra de veteranos como Wire e Television, pequenas variações rítmicas e vozes berradas transportam para dentro de estúdio a mesma energia presente nas apresentações ao vivo do Shame. A canção ainda chega acompanhada de um clipe também insano que conta com direção assinada por Pedro Takahashi.


Drunk Tank Pink

01 Alphabet
02 Nigel Hitter
03 Born In Luton
04 March Day
05 Water In The Well
06 Snow Day
07 Human, For A Minute
08 Great Dog
09 6/1
10 Harsh Degrees
11 Station Wagon

Drunk Tank Pink (2021) será lançado em 15/1 via Dead Oceans.



Shame – Water In The Well

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.