Stealing Sheep: “Big Wows”


Formado na cidade de Liverpool, Inglaterra, o Stealing Sheep é uma banda de pop iridescente comandado pelo trio feminino Rebecca Hawley (voz e sintetizadores), Emily Lansley (voz, sintetizadores, guitarra e baixo) e Lucy Mercer (voz, bateria e percussão). Com influências que vão de The Knife a Kraftwerk, Talking Heads a Daft Punk e Can, o grupo britânico que já conta com dois ótimo álbuns de estúdio – Into The Diamond Sun (2012) e Not Real (2015) –, acaba de apresentar ao público mais um novo registro autoral:Big Wows (2019).

Como indicado durante o lançamento de Show Love, há poucas semanas, o trabalho encontra no pop dos anos 1980 o principal componente criativo para o fortalecimento dos arranjos e temas instrumentais detalhados pelo trio. São canções prontas para as pistas, como se o trio britânico resgatasse o que há de mais colorido e acessível na música concebida há três décadas. São músicas como a pegajosa Jokin’ Me e a própria faixa-título do trabalho que naturalmente ampliam tudo aquilo que o trio havia testado nos últimos registros de inéditas.


Stealing Sheep – Big Wows

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.