Swans: “The Hanging Man”


Michael Gira está de volta. Três anos após a entrega do extenso The Glowing Man (2016), o cantor e compositor norte-americano anuncia a chegada de um novo registro de inéditas como Swans. Intitulado Leaving Meaning (2019), o trabalho de 12 faixas é o primeiro álbum de estúdio do músico sem a presença do seleto time de instrumentistas com quem vinha colaborando desde o ressurgimento com My Father Will Guide Me up a Rope to the Sky (2010), obra que deu fim ao longo período de hiato da banda. Como preparativo para o lançamento da obra, que será revelada nas próximas semanas, o artista californiano entrega ao público a crescente The Hanging Man.

Marcada pelo detalhismo na composição dos elementos, a canção parece seguir a trilha do material apresentado em The Seer (2012), revelando frações instrumentais que se conectam diretamente à voz de Gira. São batidas trabalhadas em uma estrutura cíclica, quase tribal, estímulo para a inserção de guitarras e ruídos ocasionais, reforçando o clima tenso que cresce no decorrer da faixa. São pouco menos de 11 minutos em que o músico nova-iorquino resume de forma expressiva tudo aquilo que vem produzindo desde o início da presente década. Há poucos dias, o Swans também revelou ao público a inédita It’s Coming It’s Real, encontro com Anna e Maria von Hausswolff.

Leaving Meaning (2019) será lançado em 25/10 via Young God / Mute.


Swans – The Hanging Man


One thought on “Swans: “The Hanging Man”

Leave a Reply