Tag Archives: Clipes

Foals: “Mountain At My Gates” (VÍDEO)

.

Aos poucos o novo álbum de inéditas do Foals começa a tomar forma. Depois das rajadas de guitarras que apresentaram What When Down (2015) ao público, em Mountain At My Gates, a banda de Oxford “desacelera”, entretanto, ainda mantém firme a mesma composição melódica testada nos antecessores Holy Fire (2013) e Total Life Forever (2010). Pouco mais de quatro minutos de guitarras ascendentes e vocal invasivo do vocalista e líder Yannis Philippakis.

Com uma guitarra suingada que muito lembra o Red Hot Chili Peppers do álbum Blood Sugar Sex Magik (1991), a canção vai do pós-punk ao math rock em segundos, resgatando momentaneamente elementos incorporados no debut Antidotes, de 2008 – caso da guitarra cíclica que cresce ao fundo da música. Assim como o single anterior, nítida é a variação de ritmos no interior de Mountain At My Gates, como uma pequena colcha de retalhos costurada de forma precisa, pop nos instante sem que o refrão explode com total naturalidade.

No clipe dirigido por Nabil Elderkin, parceiro da banda desde Holy Fire, o uso de uma câmera GoPro Spherical acaba ditando o rumos das imagens. What Went Down (2015) estreia no dia 28/08 pelo selo Warner Bros.

.

Foals – Mountain At My Gates

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Unknown Mortal Orchestra: “Ur Life One Night” (VÍDEO)

.

Com o lançamento do segundo trabalho em estúdio, II (2013), Ruban Nielson e os parceiros do Unknown Mortal Orchestra partiram em busca de um novo universo de referências musicais. Da sonoridade suja e naturalmente esquizofrênica lançada por gigantes como Captain Beefheart e toda a geração de artistas pós-1967, base do primeiro disco, pouco sobreviveu. Para ocupar essa “lacuna”, um diálogo aproximado com o mesmo R&B de Prince e outros veteranos da década de 1970, preferência que também conduz os arranjos e versos do terceiro álbum do grupo, Multi-Love (2015, Jagjaguwar).

Passo além em relação ao último lançamento da banda, com o presente registro, o coletivo original de Auckland, Nova Zelândia continua a investir no uso descomplicado das melodias, entretanto, encontra no experimento um mecanismo de transformação. São peças como a inaugural faixa-título, canção que mesmo sustentada pelo uso de arranjos e temas radiofônicos, jamais tende ao óbvio, brincando com a interpretação do ouvinte a cada novo ruído distorcido. Leia o texto completo.

Dirigido por Manoj Leonel Jahson, Ur Life One Night é o novo clipe da banda. Nas imagens, uma coleção de temas orientais e referências extraídas da cultura indiana.

.

Unknown Mortal Orchestra – Ur Life One Night

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Miguel: “NWA” (VÍDEO)

.

Com o lançamento do single Coffee, no começo de maio, Miguel dava fortes indicativos de que as mesmas experiências musicais testadas em Kaleidoscope Dream (2012) serviriam de base para o terceiro registro de inéditas do cantor. Batidas lentas, solos de guitarras provocantes e o vocal sempre limpo, quente, estímulo para a poesia erótica que orienta a sonoridade do músico norte-americano. Elementos talvez previsíveis, também base natural para o recém-lançado Wildheart(2015, ByStorm / RCA), porém, encaixados em uma estrutura completamente torta dentro de cada faixa do trabalho.

Pulsante, o novo álbum segue a mesma trilha iniciada pelo cantor desde o debut All I Want Is You(2010): um compilado de faixas marcadas pela obsessão sexual, loucura e agressividade. Um catálogo de 12 composições que lentamente escapam do domínio lírico de Migual, visitam a intimidade de qualquer casal e convertem em melodias íntimas do R&B alguns dos tormentos mais sujos de qualquer indivíduo – “pervertido” ou “puritano” – embaixo dos lençóis. Leia o texto completo.

Assista abaixo ao clipe da canção, trabalho filmado em diferentes locações na Califórnia.

.

Miguel – NWA

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , ,

LIZ: “When I Rule The World” (VÍDEO)

.

Após um longo período de “isolamento”, LIZ finalmente está de volta com uma nova composição inédita. Ainda adepta do mesmo Future Pop/R&B robótico testado no excelente Just Like You EP,  de 2014, a jovem artista encontra no som pegajoso do produtor britânico SOPHIE um novo catálogo de experiências pop a serem exploradas. Basta apenas uma simples audição para que When I Rule the World não apenas grude na cabeça do ouvinte, como se transforme em um novo vício para o antigo público da cantora.

Em uma estrutura de versos cíclicos, montada de forma propositadamente redundante, a faixa de apenas três minutos de duração soa como um produto típico dos integrantes do selo PC Music. Sintetizadores, samples e pequenos encaixes pueris, como uma possível sobra do trabalho de Hanna Diamond, mas sem necessariamente esquecer de composições assinadas por SOPHIE em fase solo – Lemonade, Bipp – ou mesmo como parte do projeto QT – Hey QT.

Assista abaixo ao colorido clipe da canção, trabalho dirigido por Justin Faces.

.

LIZ – When I Rule The World

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Wet: “You’re the Best” (VÍDEO)

.

De todos os novos projetos previstos para estrear nos próximos meses, Don’t You (2015), adorável debut da banda nova-iorquina Wet talvez seja um dos mais interessantes. Flutuando em um espaço entre o novo R&B e o som minimalista de bandas como London Grammar e The XX, o trio formado por Kelly Zutrau, Marty Sulkow e Joe Valle cultiva na sutileza dos vocais e batidas a base para cada composição autoral. É o caso de You’re The Best, mais recente single (e clipe) apresentado pelo grupo.

Já conhecida dos antigos seguidores da banda, a “nova” faixa mantém o mesma leveza já detalhada em faixas como Deadwater, composição entregue ao público há poucos meses e uma das principais faixas que integram o primeiro registro de inéditas do trio – ainda sem data de lançamento. No clipe da canção, um passeio em uma pista de patinação “controlada” pela voz doce de Zutrau. O trabalho conta com direção assinada por Scott J. Ross e Hassan Rahim.

Don’t You tem previsão de lançamento para a primavera de 2015 pelo selo Columbia.

.

Wet – You’re the Best

 

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

THEESatisfaction: “EarthEE” (VÍDEO)

.

É difícil não interpretar o trabalho da dupla THEESatisfaction como uma “sucursal feminina” dos mesmos conceitos e experimentos testados pelo duo Shabazz Palaces. Parceiras e colaboradoras frequentes de Ishmael Butler e Tendai Maraire, Catherine Harris-White e Stasia Irons assumem desde o primeiro álbum de estúdio, awE NaturalE (2012), uma extensão do mesmo som retro-futurista dos produtores de Seattle. A diferença? Enquanto Butler e Maraire avançam em direção ao espaço, Harris-White e Irons encontram um ambiente de conforto criativo aqui mesmo, na própria Terra.

Com a chegada de EarthEE (2015, Sub Pop), segundo e mais recente trabalho de inéditas da dupla, elementos típicos da cultura africana, bases que vão do R&B/Soul dos anos 1970 ao Hip-Hop de 1990 se espalham com naturalidade em meio a versos que abraçam a marginalidade. Temas centrado no universo LGBT, preconceito racial e feminismo que dividem o mesmo espaço de versos sufocados pela saudade e melancolia; sussurros pessoais de pura sensibilidade romântica. Leia o texto completo.

Abaixo você encontra o clipe de EarthEE, trabalho que conta com a participação de Shabazz Palaces, Porter Ray, Erik Blood e direção assinada por Maikoiyo Alley-Barnes.

.


THEESatisfaction – EarthEE

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Arcade Fire: “The Reflektor Tapes” & “Porno” (VÍDEO)

.

The Reflektor Tapes (2015), esse é o nome do mais novo projeto anunciado pelo coletivo canadense Arcade Fire. Espécie de documentário sobre a turnê do excelente álbum Reflektor (2013), no último ano, o registro dirigido pelo cineasta Kahlil Joseph – que já trabalhou com FKA Twigs, Flying Lotus e Shabazz Palaces – conta com previsão de lançamento para o dia 24 de setembro em alguns cinemas dos Estados Unidos e Canadá.

Como aquecimento para o documentário, além do trailer (abaixo), o grupo canadense apresentou um clipe para a faixa Porno. Montado a partir de trechos do próprio documentário, o vídeo transporta o público não apenas para as caóticas apresentações da banda, como ainda explora diferentes locações no Haiti, cenário que inspirou parte das transformações do coletivo dentro do último álbum. Lançado em 2013, Reflektor está em 2º lugar na nossa lista dos 50 melhores discos internacionais do ano.

.

Arcade Fire – Porno

.

Arcade Fire – The Reflektor Tapes

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Julia Holter: “Feel You” (VÍDEO)

.

A busca por uma sonoridade cada vez mais acessível, “pop”, continua a servir de estímulo para a cantora e compositora norte-americana Julia Holter. Para o sucessor de Loud City Song (2013), último registro de inéditas da musicista californiana, o uso de novos arranjos, flertes com o cancioneiro estadunidense, além, claro, de diferentes adaptações do Dream Pop, o vocal desimpedido parece ser a base para o ainda inédito Have You In My Wilderness (2015), preferência resumida na recém-lançada Feel You.

Uma das canções mais doces já criadas por Holter, a presente composição lentamente se afasta do domínio etéreo e experimental testado em Ekstasis (2012), revelando ao público uma artista transformada. Como não lembrar de Belle and Sebastian ou Camera Obscura com tamanha overdose de gracejos e arranjos de cordas tão sorridentes? Outro grande acerto fica por conta do clipe da canção, trabalho dirigido por Jose Wolff e uma coleção de cenas divididas entre a cantora e seu cachorro.

.

Julia Holter – Feel You

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Mahmed: “AaaaAAAaAaAaA” (VÍDEO)

.

Maturidade”, “crescimento” e “grandeza”. Palavras de significado forte, expressivas quando voltamos os ouvidos para o acervo sóbrio lançado pela potiguar Mahmed em Domínio das Águas e dos Céus EP (2013), porém, pequenas, quase insignificantes frente à grandeza de Sobre a Vida em Comunidade (2015, Balaclava). Em um assombroso traço de evolução, ao finalizar o primeiro álbum de estúdio, o quarteto do Rio Grande do Norte não apenas alcança um novo estágio dentro da própria sonoridade, como ainda prende o ouvinte em um labirinto de formas mutáveis; um álbum sedutor e provocativo a cada fragmento instrumental.

Montado em uma estrutura não-linear, pontuada por arranjos e texturas propositadamente instáveis, logo nos primeiros segundos dentro disco, a pergunta: estou sonhando? Como uma noite longa de sono embriagado, costurada por diferentes sonhos, passagens rápidas por pesadelos e até a tontura leve típica de exageros alcoólicos, SAVEC brinca com as interpretações do ouvinte. É difícil saber onde começa e acaba o álbum. Ondas leves de distorção arremessam, acolhem e mudam a direção das composições a todo o momento. Um constante cruzamento entre o onírico, o experimental e até o nonsense que corta em pedaços rótulos imediatos como “Jazz”, “Dream Pop” ou o inevitável “Post-Rock”. Todavia, mesmo a completa ausência de direção (ou previsibilidade) em nenhum momento distorce a sutileza e coerência da banda. Leia o texto completo.

Melancólico, AaaaAAAaAaAaA é o mais novo clipe apresentado pela banda potiguar Mahmed. Com direção e roteiro de Pedro Galiza e ilustrações de Flavio Grão, o vídeo observa o isolamento de um grupo de idosos do Lar Vila Vicentina Júlia Freire, em João Pessoa, na Paraíba.

.

Mahmed – AaaaAAAaAaAaA

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , ,

Disclosure: “Holding On” (Feat. Gregory Porter) (VÍDEO)

.

Depois de reforçar as batidas, sintetizadores frenéticos e brincar de forma versátil com um antigo sample na inédita Bang That, já estava na hora do Disclosure presentear o público uma composição de fato marcada pela voz. Atendendo a pedidos e ainda preparando o terreno para o segundo registro de inéditas, Guy e Howard Lawrence sustentam na recém-lançada Holding On a mesma soma de acertos, boas melodias e refrão pegajoso testado em faixas como You & Me, White Noise ou F For You do álbum Settle (2013)

De um lado, o ritmo eufórico, consistente diálogo com a eletrônica britânica e toda a somatória de elementos que transportam o ouvinte diretamente para as pistas; no outro oposto, a voz precisa do convidado Gregory Porter, uma das grandes vozes do Jazz norte-americano e responsável por completar as pequenas lacunas da dupla. Difícil não lembrar da parceria da dupla britânica com a cantora Mary J. Blige no último ano.

Holding On é parte do novo álbum do Disclosure, Caracal (2015), trabalho que será oficialmente lançado no dia 25/09. Abaixo, o primeiro exemplar da série de clipes que serão dirigidos por Ryan Hope para o novo álbum.

.

Disclosure – Holding On

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,