Tag Archives: Dance

Roosevelt: “Colours / Moving On” (VÍDEO)

.

Em 2013, o produtor alemão Marius Lauber conseguiu chamar a atenção de muita gente. Com o lançamento de faixas como Montreal, Elliot e Around You, o artista original da cidade de Colônia criou uma ponte curiosa entre a Disco Music e a mesma sonoridade empoeirada de grandes nomes da Chillwave – principalmente Toro Y Moi e Neon Indian. Agora é hora de ter acesso ao primeiro registro de estúdio do produtor como Roosevelt, uma obra homônima que se apresenta oficialmente com o clipe de Colours / Moving On.

Duas das composições que abastecem o aguardado registro, as faixas delicadamente se amarram nas imagens assinadas pelo diretor Elliott Arndt, reforçando parte da estética dançante e inspirações nostálgicas de Lauber. Musicalmente, um curioso encontro entre o Daft Punk da fase Random Access Memories (2013) e o Cut Copy de obras como In Ghost Colours (2008) e Zonoscope (2011).

Roosevelt (2016) será lançado no 19/08 pelo selo Greco-Roman/City Slang.

.

Roosevelt – Colours / Moving On

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Classixx: “Just Let Go” (Ft. How to Dress Well)

.

Difícil imaginar que o responsável por obras como Love Remains (2010) e Total Loss (2012) faria parte de uma composição tão dançante quanto Just Let Go. Partindo exatamente de onde parou em “What Is This Heart?”, de 2014, Tom Krell, do How To Dress Well, se une aos produtores Michael David e Tyler Blake para uma das 12 canções que abastecem o novo registro de inéditas da dupla californiana, o sucessor de Hanging Gardens (2013), Faraway Reach (2016).

Além de Krell, dono das vozes e falsetes que preenchem o presente single, nomes como Passion Pit, De Lux, Harriet Brown e Isles também participam do disco. Outro que foi confirmado é o rapper T-Pain, colaborador da dupla em Whatever I Want, composição originalmente apresentada em novembro do último ano, mas que será parte do registro. Há poucos dias, Grecian Summer, faixa de abertura do álbum também foi entregue ao público. Acima, a capa de Faraway Reach, um projeto do artista gráfico Jonathan Zawada.

Faraway Reach (2016) será lançado no dia 03/06.

.

Classixx – Just Let Go (Ft. How to Dress Well)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

M83: “Go!” (ft. Mai Lan)

.

Anthony Gonzales tem feito de cada nova música do aguardado Junk (2016) um curioso exercício criativo. Enquanto Do it, Try it, primeira canção a ser apresentada ao público, brincava com vozes e elementos da House Music, Solitude, lançada há poucas semanas, trouxe uma sonoridade completamente distinta. Vozes e arranjos lentos, como uma típica canção melancólica do antecessor Hurry Up, We’re Dreaming, último registro de inéditas do M83 lançado em 2011.

Em Go!, parceria com a cantora francesa Mai Lan e o icônico guitarrista Steve Vai, a busca declarada de Gonzales por um som cada vez mais acessível, “brega” como diversos elementos indicam. Das guitarras caricatas de Vai, passando pela letra pegajosa da conterrânea, Gonzalez e o time de colaboradores finalizam uma das canções que melhor o lado “pop” do M83, conceito que se estende durante toda a construção da faixa.

Junk (2016) será lançado no dia 08/04 pelo selo Mute.

.

M83 – Go!

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Classixx: “Grecian Summer” (VÍDEO)

.

Desde o último ano que Michael David e o parceiro de produção Tyler Blake estão trabalhando em um novo registro de inéditas do Classixx. Primeiro veio a excelente What I Want, um assertivo encontro com o rapper T-Pain e uma das melhores composições da dupla. Depois foi a vez de Bird of Prey, uma versão para a faixa de mesmo nome resgatada do primeiro álbum de estúdio da cantora e compositora Natalie Prass. Agora é a vez de Grecian Summer.

Ponte para o novo álbum de inéditas da dupla, Faraway Ranch (2016), obra que conta com a participação de Michael Angelakos (Passion Pit) e Tom Krell (How To Dress Well), a canção de batidas e vozes minimalistas maias uma vez mostra a transformação do Classixx. Uma composição “futurística”, cósmica, como um breve distanciamento do ótimo Hanging Gardens, trabalho que apresentou o trabalho da dupla em 2013.

.

Classixx – Grecian Summer

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Kristin Kontrol: “X-Communicate”

.

Kristin Welchez passou os últimos oito anos à frente do Dum Dum Girls revisitando temas e referências extraídas da década de 1980. Sob o nome de Dee Dee, a cantora foi em busca de elementos típicos do Garage Rock/Dream Pop da época, sonoridade que serviu para abastecer os três principais álbuns de estúdio da banda, I Will Be (2010), Only in Dreams (2011) e Too True (2014). Nada que se assemelhe ao novo projeto da cantora, compositora e produtora californiana.

Sob o título de Kristin Kontrol, Welchez abraça de vez o clima dançante da música produzida há mais de três décadas. Blondie, Eurythmics, Pet Shop Boys e todo um time de veteranos ganham destaque tão logo as batidas, sintetizadores e vozes plásticas de X-Communicate ganham destaque. Pronta para as pistas, a canção garante título ao primeiro registro de Welchez dentro do novo projeto, uma visita confessa da cantora ao passado.

X-Communicate (2016) será lançado no dia 27/05 pelo selo Sub Pop.

.

Kristin Kontrol – X-Communicate

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

NAO: “Fool To Love”

.

Dona de uma das melhores composições de 2015, Bad Blood, e também responsável pelo ótimo February 15 EP, a cantora, produtora e compositora britânica NAO deve lançar o primeiro álbum da carreira pelos próximos meses. Enquanto o registro, que será lançado pelo próprio selo da artista, Little Tokyo Recordings, não é apresentado oficialmente ao público, a melhor forma de se contentar é com a recém-lançada Fool To Love.

Entregue ao público para celebrar a nova série de shows da cantora, a faixa de batidas dançantes e explícita relação com a música pop mostra o lado comercial de NAO. Uma coleção de batidas limpas, íntimas do mesmo universo de AlunaGeorge, Disclosure e outros representantes do future garage britânico. Nos versos, um completo distanciamento da lírica provocativa ressaltada em February 15 EP, autorizando a cantora a discutir a própria vida sentimental em uma faixa que parece feita para grudar na cabeça do ouvinte.

.

NAO – Fool To Love

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Classixx: “Bird of Prey” (Natalie Prass Cover)

.

Natalie Prass conseguiu emocionar muita gente com o autointitulado primeiro registro da carreira. Casa de faixas como My Baby Don’t Understand Me, Your Fool e Christy, o registro – um dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2015 – acaba de ser homenageado em uma curiosa adaptação da faixa Bird of Prey pela dupla californiana Classixx. Um “presente” para o dia dos namorados – celebrado em grande parte do hemisfério norte no dia 14 de fevereiro.

Enquanto Michael David e Tyler Blake tomam conta das batidas, bases e delicados arranjos de guitarra, íntimos da música disco nos anos 1970, o convidado Joe Keefe assume com sutileza os versos apaixonados da canção. É quase possível imaginar a faixa como uma composição de encerramento dentro do primeiro álbum de estúdio da dupla, o ótimo Hanging Gardens, de 2013.

.

Classixx – Bird of Prey (Natalie Prass Cover)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Com Truise: “Diffraction”

.

Seth Haley não parece estar com pressa para lançar um novo álbum do Com Truise. Cinco anos após a entrega do ótimo Galactic Melt (2011), o produtor norte-americano segue firme no lançamento de singles, EPs, remixes e outros trabalhos avulsos. É o caso de Silicon Tare EP. Com cinco faixas inéditas, o registro que conta com distribuição prevista para o dia 01/04 entrega na recém-lançada Diffraction uma espécie de resumo do som nostálgico (e atual) produzido pelo artista.

Livre da sonoridade óbvia aplicada em Wave 1 EP, de 2014, a faixa de quase cinco minutos encaixa todos os elementos lentamente. Uma base eletrônica aqui, batidas espaçadas ali, uma crescente soma de sintetizadores que parecem invadir com sutileza a mente. Com distribuição em vinil e MP3, o trabalho conta ainda com as faixas Sunspot, Forgive, Silicon Taredu Zirconia.

Silicon Tare EP (2016) será lançado no dia 01/04 pelo selo Ghostly International.

.

Com Truise – Diffraction

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Holy Ghosts: “Crime Cutz”

.

Prontos para um novo trabalho do Holy Ghost? Três anos após o lançamento de Dynimics (2013), segundo registro de inéditas da dupla Nick Millhiser e Alex Frankel, Crime Cutz anuncia a chegada de um novo EP da dupla. Batizado com o nome da nova faixa, o trabalho deve seguir a mesma base dançante e nostálgica testada pelo duo nova-iorquino desde a estreia com o ótimo álbum homônimo de 2011. Uma visita ao som da década de 1970 sem necessariamente abandonar as pistas do presente.

Com pouco mais de sete minutos de duração, a inédita criação da dupla dança em meio a referências tão antigas quanto atuais. São sintetizadores, vozes em falsete e batidas leves que tanto exploram os primeiros discos do mentor James Murphy (LCD Soundsystem), como visitam a obra de Giorgio Moroder e outros gigantes da música Disco. Até Michael Jackson da fase Off The Wall (1979) parece servir de base para a nova composição.

Crime Cutz EP (2016) será lançado no dia 29/04 pelo selo DFA.

.

Holy Ghost! – Crime Cutz

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Guerilla Toss: “Diamond Girls”

.

Quem acompanha o trabalho do Guerilla Toss há algum tempo sabe da sonoridade esquizofrênica que rege grande parte das composições da banda. Responsáveis por uma sequência de singles e EPs essencialmente versáteis – vide o ótimo Flood Dosed, lançado em 2015 -, a banda nova-iorquina anuncia para o dia quatro de março a chegada do primeiro álbum de inéditas, Eraser Stargazer (2016), um registro de oito faixas que mostra o som turbulento da banda.

Composição escolhida para apresentar o novo trabalho do grupo, Diamond Girls mostra todo o potencial da banda em três minutos de completa inanidade. Ecos da eletrônica dos anos 1990, noise rock e doses (des)controladas de psicodelia convidam o ouvinte a visitar o universo torto da banda. Uma espécie de resumo do mesmo som projetado por bandas como Deerhoof, The Rapture e Lightning Bolt no começo dos anos 2000.

Eraser Stargazer (2016) será lançado no dia 04/03 pelo selo DFA.

.

Guerilla Toss – Diamond Girls

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,