Artista: Hierofante Púrpura
Gênero: Rock Alternativo, Psicodélico, Experimental
Acesse: https://hierofantepurpura.bandcamp.com/

Foto: Hendi DuCarmo

“Seremos a banda do ano?”, pontua o coro de vozes ensandecidas nos instantes finais de Cachorrada. Ainda que o questionamento seja apenas um fragmento complementar à cômica narrativa assinada por Danilo Sevali, difícil passear pelas canções de Disco Demência (2016, Balaclava Records), mais recente álbum da Hierofante Púrpura, e não perceber o registro como um dos trabalhos mais significativas da cena independente nos últimos meses.

Resultado da ativa interferência de cada integrante da banda – além de Sevali (voz, teclados, guitarra), completa com Helena Duarte (baixo, voz), Gabriel Lima (guitarra, voz) e Rodrigo Silva (bateria) –, o álbum construído a partir de cinco composições extensas reflete o que há de melhor no material produzido pelo grupo de Mogi das Cruzes: a loucura. Em um intervalo de apenas 40 minutos, cada canção se transforma em um experimento torto, insano.

Um bom exemplo disso está na curiosa montagem de Acalenta Lua, segunda faixa do disco. Inaugurada pelo canto arrastado dos integrantes, a canção de melodias inebriantes se espalha sem pressa, detalhando delírios típicos do trabalho de Arnaldo Baptista no clássico Lóki? (1974). No segundo ato da canção, uma quebra brusca. Pianos melancólicos que flutuam em meio ao som ruidoso que escapa das guitarras de Lima. Distorções, batidas e vozes que dançam em meio a pequenas curvas rítmicas.

Mesmo que a relação com o trabalho de gigantes da música psicodélica seja percebida durante toda a construção da obra, faixa após faixa, o quarteto paulista se concentra na formação de uma identidade musical própria. No interior de cada composições, diferentes blocos instrumentais, sempre complexos, ricos em detalhes e texturas. Uma constante sensação de que pequenos fragmentos vindos de diversas canções foram espalhados de forma aleatória no interior do trabalho.

Continue Reading "Resenha: “Disco Demência”, Hierofante Púpura"

 

Dois anos após o lançamento do álbum A Sutil Arte de Esculhambar Música Alheia (2014), os integrantes da banda paulista Hierofante Púrpura estão de volta com um novo registro de inéditas. Intitulado Disco Demência (2016), o trabalho que conta com distribuição pelo selo Balaclava Records talvez seja o registro mais experimental de toda a trajetória do grupo de Mogi das Cruzes, percepção explícita durante o lançamento do single Cachorrada, porém, reforçada com a audição completa do registro.

Mergulhado em temas psicodélicos, quebras bruscas e instantes de puro experimento, o álbum parece apontar claramente para o rock do começo dos anos 1970, emulando melodias e vozes típicas de artistas como Os Mutantes e demais veteranos do mesmo período. São apenas cinco composições, parte expressiva delas com mais de oito minutos de duração, tempo suficiente para que a banda brinque com a interpretação e mente do público.

 

Hierofante Púrpura – Disco Demência

Continue Reading "Hierofante Púrpura: “Disco Demência”"