Tag Archives: Notícias

Christopher Owens: “Chrissybaby Forever”

.

Surpresa! Passados poucos meses desde o lançamento do último trabalho em estúdio, A New Testament (2014), o ex-vocalista e guitarrista do Girls, Christopher Owens segue em carreira solo com um novo álbum de inéditas. Intitulado Chrissybaby Forever (2015), o registro produzido de forma independente e, por enquanto, disponível apenas no Bandcamp entrega ao ouvinte 15 composições inéditas e uma temática completamente distinta em relação ao resultado “mediano” do disco anterior.

Como um diálogo involuntário com o registro de estreia do Girls, o excelente Album, de 2009, Owens investe de forma inteligente no uso de arranjos ensolarados e guitarras diretas, base para o vocal sempre “arrastado” e dramático do artista. São faixas sustentadas por temas românticos, melancolia ou mesmo aspectos simples do cotidiano. Mesmo sem previsão de lançamento em formato físico (vinil), o disco pode ser apreciado na íntegra logo abaixo:

.

Christopher Owens – Chrissybaby Forever

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Ben Khan: “1000 EP”

.

Dono de um dos acervos mais interessantes da eletrônica britânica, além, claro, do ótimo 1992 EP, lançado no último ano, Ben Khan apresenta agora mais um novo registro de inéditas: 1000 EP. Ainda próximo do mesmo resultado e conceitos explorados no último ano, Khan passeia pelo R&B, pop e deferentes experimentos eletrônicos sem escapar de um resultado melódico, dançante, marca detalhada em cada uma das quatro composições do EP.

Já conhecidas do público fiel de Khan, músicas como Zenith e 2022 Zodiac continuam a reforçar o diálogo do produtor com a obra do conterrâneo Jai Paul, articulando canções de sonoridade “caseira”, mas não menos envolventes, íntimas das pistas. A principal diferença em relação aos últimos trabalho do artista britânico está na maior utilização de guitarras, preferência que quase isola os tradicionais sintetizadores testados até o último EP. Ouça:

.

Ben Khan – 1000 EP

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Nana: “Berli(m)possível”

.

Nana está de volta. Dois anos após o lançamento de Pequenas Margaridas, um dos registros mais graciosos da música brasileira em 2013, a baiana regressa ao mesmo ambiente temático e “germânico” de Expressionismo Alemão para apresentar o inédito Berli(m)possível EP. São apenas quatro composições – Ano novo, Amor, bicho geográfico, Berli(m)possível e Recomeçar -, material suficiente para que a cantora mais uma vez transporte para dentro do universo enevoado e sutil do último grande álbum de estúdio.

De um lado, o tempero doce do Twee Pop e referências que inevitavelmente tropeçam na obra inicial de Belle and Sebastian ou Camera Obscura. No outro oposto, os ritmos nacionais; elementos do samba, bossa nova e acréscimos regionais que fazem do EP um trabalho acolhedor. Recomendado para quem ainda desconhece a sonoridade da cantora, o registro pode ser apreciado na íntegra logo abaixo. No perfil de Nana no Bandcamp, um acervo enorme de singles, versões e diferentes projetos assinados pela artista nos últimos anos.

.

Nana – Berli(m)possível

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , , , ,

PC Music: “PC Music, Vol. 1″

.

Com um acervo imenso de Mixtapes, singles e até mesmo remixes assinados para outros artistas, já estava mais do que na hora do selo/coletivo britânico PC Music apresentar ao público algum tipo de compilação. Intitulado PC Music, Vol. 1 (2015), o primeiro registro do grupo reúne alguns dos principais trabalhos lançados entre 2014 e 2015. Um funcional cartão de visitas para quem (ainda) desconhece as composições de A. G. Cook, Danny L Harle, GFOTY, Hannah Diamond, easyFUN e Lipgloss Twins.

Ponto de partida para a nova fase do coletivo, que deve apresentar uma série de registros inéditos ao longo do ano, PC Music, Vol. 1 ressalta o trabalho e principalmente a voz de Hanna Diamond, responsável pelas ótimas Every Night e Attachment, além de emprestar os vocais para diferentes faixas no decorrer da obra. São (apenas) 10 composições, material que conta com lançamento (virtual) pelo próprio selo e audição na íntegra pelo Spotify.

.

Vários Artistas – PC Music, Vol. 1 

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , , ,

Aphex Twin: “11 Flabbard [DAT14]”, “19 Winding Road” e “Medievil Rave Mk2 [pre plague mix]”

.

A imagem de “produtor recluso” aos poucos parece desaparecer de Richard D. James. Inspirado, desde que apresentou ao público o último trabalho como Aphex Twin, SYRO (2014), o escocês vem disponibilizando uma série de novas e curiosas composições pelo Soundcloud. Além do rico acervo entregue nos últimos meses, James reaparece agora com um novo nome, user48736353001, despejando uma sequência de criações inéditas no novo perfil do Soundcloud.

No material recente do produtor, composições extensas como Medievil Rave Mk2 [pre plague mix]11 Flabbard [DAT14], faixas que até parecem sobras do último álbum oficial de James. Sobram ainda canções serenas, caso de 19 Winding Road, faixa que poderia facilmente ser encontrada na fase ambiental do escocês. No perfil do produtor outras composições também podem ser encontradas. Recentemente, Aphex Twin teve a discografia organizada do pior para o melhor álbum em mais um especial da série Cozinhando Discografias.

.

Aphex Twin – Medievil Rave Mk2 [pre plague mix]

.

Aphex Twin – 11 Flabbard [DAT14]

.

Aphex Twin – 19 Winding Road

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Macaco Bong: “Macumba Afrocimética”

.

Olá amigos, é com muito prazer que apresentamos á vocês ¨Macumba Afrocimética¨ o novíssimo álbum da banda, o terceiro de nossa carreira. Está disponível na íntegra no youtube para streaming e logo menos estará disponível para download nas versões WAV,MP3 e + a versão de pré-produção do álbum + pistas abertas, tudo no site oficial da banda. Saravá!

Pesado. Depois do anúncio acima, publicado no Facebook, a cuiabana Macaco Bong apresentou ao público o quarto álbum de inéditas da carreira: Macumba Afrocimética (2015). Com oito composições inéditas, o novo registro parece seguir a trilha deixada pela banda em 2012, quando apresentou o intenso This is Rolê. Mesmo sob nova formação, o grupo segue aos comandos de Bruno Kayapy (Guitarra), abrindo passagem para o baixo de Julito e a bateria de Daniel Fumega. Com produção independente, o trabalho pode ser apreciado na íntegra logo abaixo.

.

Macaco Bong – Macumba Afrocimética

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Mahmed: “Sobre A Vida Em Comunidade”

.

Quem dedicar um tempo para apreciar (e comparar) o trabalho da potiguar Mahmed em Domínio das Águas e dos Céus EP (2013) com o recente Sobre A Vida Em Comunidade (2015) vai encontrar duas bandas completamente distintas. Ao mesmo tempo em que a sutileza inteligente dos arranjos e pequenos experimentos controlados transportam o disco para um cenário mágico e abstrato, pontuado de forma controlada pela psicodelia, a estrutura “torta” de cada canção logo arremessa o público para um campo turbulento, por vezes caótico, como se uma acervo de peças fossem lentamente sendo montada na própria cabeça do ouvinte.

São nove composições autorais, algumas delas – caso de Vale Das rrRosas e Shuva -, já conhecidas do público, porém, inéditas, quando observadas dentro do contexto particular que sustenta o andamento da obra. A distribuição do trabalho fica por conta do selo Balaclava Records, casa de bandas como Séculos Apaixonados, Câmera, Terno Rei e alguns dos grandes trabalhos brasileiros apresentados em 2014. Abaixo você encontra o disco para audição na íntegra.

.

Mahmed – Sobre A Vida Em Comunidade

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Cidadão Instigado: “Fortaleza”

.

Seis anos de espera e, finalmente, um novo álbum da Cidadão Instigado está entre nós. Sucessor do excelente Uhuuu! (2009) – 2º colocado na nossa lista dos 100 Melhores Discos Nacionais dos anos 2000 -, Fortaleza (2015) parece seguir um caminho diferente em relação aos três últimos registros de estúdio do coletivo.

Esqueça o tempero brega de O Ciclo da Decadência (2002), os experimentos de …e o Método Túfo de Experiências (2005), ou mesmo a lisergia discos de 2009. Para o quarto trabalho de estúdio, o quinteto formado por Fernando Catatau, Regis Damasceno, Clayton Martim, Rian Batista e Dustan Gallas resgata a própria essência.

Além de homenagear a cidade onde o grupo nasceu – a capital Fortaleza, no Ceará -, durante toda a obra, elementos regionais e arranjos típicos do rock clássico invadem a estrutura que sustenta o álbum. São 12 faixas extensas, boa parte delas com mais de cinco minutos de duração. Disponível para download gratuito no site do grupo, o trabalho pode ser apreciado na íntegra logo abaixo.

O show de lançamento do disco está agendado para os dias 09 e 10 de abril na Choperia do Sesc Pompeia, em São Paulo.

.

Cidadão Instigado – Fortaleza

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , , , , ,

Cícero: “A Praia”

11059925_807301959354125_6903081965675244295_n

.

Quando Canções de Apartamento apareceu em meados de 2011, acompanhado de um email de Cícero, talvez fosse impossível prever o sucesso e rápido crescimento no número de seguidores em torno da obra do músico carioca. Mesmo com a parcial divisão de público e crítica durante o lançamento de Sábado, em 2013, a busca por novas referências líricas e instrumentais continua a servir de base para o trabalho do artista, mais uma vez “transformado” no interior de A Praia (2015), terceiro registro de inéditas em carreira solo.

Tão econômico quanto o antecessor, o presente álbum busca conforto em dez faixas curtas, pouco mais de 30 minutos de duração. A diferença em relação ao instável disco entregue há dois anos está no reforço das ambientações eletrônicas, além do natural regresso e uso constante de temas festivos, típicos do primeiro álbum solo do cantor. Lançado de forma independente, A Praia, assim como os dois últimos registros de Cícero, pode ser baixado gratuitamente no site do músico.

.

Cícero – A Praia

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Godspeed You! Black Emperor: “Asunder, Sweet and Other Distress'”

.

Passado o hiato de uma década que separou Yanqui U.X.O. (2002) e ‘Allelujah! Don’t Bend! Ascend! (2012), os membros do Godspeed You! Black Emperor seguem inspirados, apresentando ao público mais um novo registro de inéditas: Asunder, Sweet and Other Distress’ (2015). Dotado de quatro composições extensas, a presente obra, quinta na discografia da banda, segue a trilha dos últimos registros, intercalando instantes de calmaria e atos orquestrais grandiosos, naturalmente típicos do grupo canadense.

Com distribuição (física) prevista para o dia 31 de março pelo selo Constellation, casa do coletivo de Montreal desde os primeiros registros, o recente trabalho já pode ser apreciado na íntegra pelo Soundcloud da gravadora. Para quem acompanha o grupo desde os clássicos F♯ A♯ ∞ (1997) e Lift Your Skinny Fists Like Antennas to Heaven (2000), os mais de quarenta minutos do novo álbum não devem decepcionar. Ouça:

.

Godspeed You! Black Emperor – Asunder, Sweet and Other Distress’

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , ,