Angel Olsen, How To Dress Well, Toro Y Moi, The Range e Avey Tare (Animal Collective), esses são alguns dos artistas que integram a coletânea Our First 100 Days. Trata-se de um projeto de enfrentamento ao novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em que toda a renda captada com a venda do trabalho será revertida a diferentes organizações não governamentais, entidades de proteção às mulheres, grupos LGBTQIA+ e imigrantes.

Com um custo de 30 dólares – aproximadamente 95 reais –, o usuário pode baixar todas as 100 composições produzidas por diferentes artistas para o projeto. Diariamente, uma nova composição será publicada e apresentada ao público para audição gratuita no Bandcamp. Pelo Facebook do coletivo, você acompanha os anúncios e lançamentos diários. Para conhecer todas as entidades que serão beneficiadas pelo projeto, basta uma visita ao site Our First 100 Days.

 

Vários Artistas – Our First 100 Days

Continue Reading "Vários Artistas: “Our First 100 Days”"

 

Como anunciado há poucas semanas, o Chairlift se despede do público para que seus integrantes, Caroline Polachek e Patrick Wimberly, possam se dedicar a diferentes projetos em carreira solo. Enquanto a dupla se prepara para as últimas apresentações ao vivo, Polachek aproveitou para lançar um novo álbum em carreira solo: Drawing The Target Around The Arrow (2017). Com download gratuito, o registro é o primeiro registro paralelo da cantora desde o estranho Arcadia (2014), como Ramona Lisa.

Na contramão do último álbum do Chairlift, o ótimo Moth – 44º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2016 –, o presente registro mostra o lado mais “experimental” de Polachek. São 18 composições, parte expressiva delas com menos de dois minutos de duração, em que a artista brinca com o uso de sintetizadores atmosféricos, captações caseiras e até sons ambientais, como uma possível sobra de estúdio dos últimos trabalhos de Polachek.

 

CEP – Drawing The Target Around The Arrow

Continue Reading "CEP: “Drawing The Target Around The Arrow”"

 

Desde o último ano, os integrantes da Luziluzia vem trabalhando em uma série de três EPs marcados pela experimentação. Intitulado EP 1​/​3 (concerto pra caixas pequenas), o registro de quatro faixas – uma delas com mais de 11 minutos –, se espalha em meio a ruídos, vozes desconexas e ambientações caseiras, sujas, proposta que volta a se repetir dentro do segundo e mais recente trabalho da banda: EP 2​/​3 (autofarra – trilha pra uma festa boa) (2017).

Em um intervalo de apenas cinco faixas – Caverninha, Provador, Temporada 2014, Love co n5 e Rufião, à espera da festa boa –, a banda forma por integrantes do Boogarins e Carne Doce parece jogar com o uso de fragmentos musicais vindos de diferentes sessões. Retalhos musicais que se completam com o uso de temas eletrônicos. Assim como o trabalho lançado pela banda em 2016, o novo EP pode ser baixado gratuitamente no perfil da Luziluzia no Bandcamp.

 

Luziluzia – EP 2​/​3 (autofarra – trilha pra uma festa boa)

Continue Reading "Luziluzia: “EP 2​/​3 (autofarra – trilha pra uma festa boa)”"

 

Dez anos, esse foi o tempo que os fãs do Sleater-Kinney tiveram de esperar até o lançamento de um novo álbum de inéditas da banda norte-americana. Mesmo extenso, o longo período de espera acabou resultando no ótimo No Cities to Love – 25º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2015 –, obra que levou o trio de Olympia a produzir uma bem-sucedida turnê nos últimos dois anos, estímulo para o primeiro registro de inéditas do grupo: Live in Paris (2017).

Gravado durante uma apresentação da banda no teatro La Cigale, em Paris, o trabalho revela ao público uma seleção com 13 faixas que passeiam por diferentes fases do trio norte-americano. No repertório, clássicos como Dig Me Out, além de uma seleção de músicas vindas do mais recente álbum do grupo. Canção escolhida para apresentar o disco, Surface Envy chega acompanhada de um vídeo montado a partir de diferentes performances do Sleater-Kinney.

 

Live in Paris

01 Price Tag
02 Oh!
03 What’s Mine is Yours
04 A New Wave
05 Start Together
06 No Cities to Love
07 Surface Envy
08 I Wanna Be Your Joey Ramone
09 Turn It On
10 Entertain
11 Jumpers
12 Dig Me Out
13 Modern Girl

Live In Paris (2017) será lançado no dia 27/01 via Sub Pop.

 

Sleater-Kinney – Surface Envy

Continue Reading "Sleater-Kinney: “Surface Envy” (VÍDEO)"

 

Enquanto o novo álbum do Gorillaz – previsto para estrear nos próximos meses – não é apresentado ao público, o jeito é correr atrás dos “trabalhos paralelos” produzidos e lançados por cada integrante da banda virtual. É o caso da recém-lançada 私 Noodle❗️, uma mixtape que conta com a assinatura da guitarrista Noodle, personagem feminina do coletivo e uma seleção repleta de “mulheres fortes” como anunciado em uma publicação no Instagram.

Entre vinhetas que incluem a pioneira da música eletrônica, Delia Derbyshire, o trabalho ainda conta com nomes como Grimes (Realiti), Anna Meredith (Nautilus), ABRA (Vegas), Fatima-al-Qadiri (Szechuan) e Empress Of (Woman is a Word). Lançados em 2010, o ótimo Plastic Beach e The Fall são os últimos registros de inéditas do projeto que conta com a produção de Damon Albarn, vocalista do Blur, e o designer Jamie Hewlett.

私 Noodle❗️

Narração por Delia Derbyshire e Evelyn Glennie
Mystere De Voix Bulgares (Bulgarian Women’s Choir) – Kaval Sviri
Anna Meredith – Nautilus
Lully – Slow D’s
Grimes – Realiti
Kali Uchis– Ridin Around
Fatima-al-Qadiri – Szechuan
Empress Of – Woman is a Word
Haitus Kaiyote – Molasses
Laurie Anderson – O Superman
ABRA – Vegas
Mica Levi & Oliver Coates – Barok Main
Delia Derbyshire – Doctor Who

 

Gorillaz – 私 Noodle❗️

Continue Reading "Gorillaz: “私 Noodle❗️”"

 

Casa de alguns dos projetos mais interessantes (e barulhentos) da cena nacional, o selo paulistano Sinewave acaba de anunciar a chegada de mais uma edição da clássica coletânea Sinewave Essentials. Trata-se de um resumo caótico de tudo aquilo que os produtores, músicos e artistas relacionados ao coletivo produziram entre janeiro e dezembro deste ano. Uma extensa seleção com 25 composições já conhecidas do público.

Entre as canções que abastecem o álbum, experimentos como Music For Airports (Airplanes, Hope And Sadness), do carioca Cadu Tenório, e Baião de Stoner, parte do último disco da Macaco Bong. Ambos os trabalhos fazem parte da nossa lista dos 50 Melhores Discos Nacionais de 2016. A seleção ainda conta com outros destaques, caso da hipnótica Peixe Voador, criação recente do grupo pernambucano Kalouv e faixa que chegada acompanhada com um dos melhores clipes do ano.

 

Vários Artistas – Sinewave Essentials – The Best of 2016

Continue Reading "Vários Artistas: “Sinewave Essentials – The Best of 2016”"

 

O encerramento temporário das atividades do Câmera pode ter silenciado uma das grandes bandas da cena brasileira, entretanto, fez com que cada integrante mergulhasse na construção de um novo e bem-sucedido projeto. Um bom exemplo disso está no primeiro álbum em carreira solo do baixista Bruno Faleiro. Sob o título de Sci Fi, uma seleção marcada por seis faixas sujas, caseiras, íntimas de gigantes do rock alternativo dos anos 1980 e 1990 – principalmente Sonic Youth e My Bloody Valentine.

Em uma trilha contrária ao som produzido no melódico Mountain Tops (2014), último trabalho do Câmera, ou mesmo o recente Songs for Wood & Fire (2016), do parceiro André Travassos na estreia como M O O N S, Faleiro brinca com a crueza dos arranjos e pequenas doses de distorção. Uma viagem declarada em direção ao passado, como se cada composição indicasse as principais referências e obras que influenciaram o trabalho do músico mineiro.

 

Sci Fi – Sci Fi

Continue Reading "Sci Fi: “Sci Fi”"

rp_The-Weeknd-Starboy-1474474721-compressed1-1474515866-compressed.jpg

 

Pouco mais de um ano após o lançamento do álbum  Beauty Behind the Madness – 43º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2015 –, Abel Tesfaye está de volta com um novo álbum do The Weeknd. Em Starboy (2016), o cantor e produtor canadense segue exatamente de onde parou há poucos meses, presenteando o público com uma verdadeira seleção hits. Versos românticos, sedutores e sombrios que se dividem entre o Pop e o R&B.

Entre as 18 composições do trabalho, nomes como Kendrick Lamar, Future, Lana del Rey e os franceses do Daft Punk, dupla responsável pela produção não apenas da faixa-título do disco, mas da ótima I Feel It Coming. Entre os produtores/letristas do disco, nomes como Cashmere Cat e Benny Blanco, em True Colors, vozes de Sam Smith em Sidewalk e a presença de veteranos, como Diplo, um dos responsáveis por Nothing Without You.

 

The Weeknd – Starboy

Continue Reading "The Weeknd: “Starboy”"

 

Poucos dias após o lançamento da dobradinha formada pelo som cósmico de Dream e Ache, é chegada a hora de ter acesso ao primeiro disco da nova-iorquina DÆVA: Beta Persi (2016). Com distribuição pelo selo independente Furious Hooves, o trabalho de apenas dez faixas mostra todo o cuidado da jovem cantora e produtora na construção dos arranjos, melodias e vozes que se espalham durante toda a formação do delicado registro.

Além das duas canções já conhecidas, a estreia de Gigi Mead ainda reserva algumas surpresas. É caso de faixas como a econômica Drown, música que soa como uma adaptação pop do som produzido por artistas como Grouper e Julianna Barwick. Com referências ao seriado Arquivo X, o trabalho parece seguir a trilha dos primeiros inventos autorais da canadense Grimes, além, claro, de projetos como o Blue Hawaii e o som empoeirado do Houses.

 

DÆVA – Beta Persi

Continue Reading "DÆVA: “Beta Persi”"

 

Escorpião (2016), esse é o título do segundo e mais recente álbum da dupla Godasdog. Projeto dividido entre Victor Meira (vocalista da Bratislava) e o produtor musical Adam Matschulat, o trabalho de apenas oito faixas chega para ocupar o espaço do álbum Hoje (2013), primeiro registro de inéditas da dupla. Melodias eletrônicas, batidas e vozes esculpiadas à distância, aproximando Meira, morador da cidade de São Paulo, de Matschulat, residente na Inglaterra.

Entre as composições do disco, faixas como Infância, montada a partir de retalhos musicais da década de 1990 – como a música de abertura do desenho Yu Yu Hakusho –, além de outras como a frenética Espera, um jogo de vozes e batidas eletrônicas instáveis. Assim como o álbum entregue ao público há três anos, Escorpião pode ser baixado gratuitamente no perfil da dupla no Bandcamp. O espaço ainda conta com outros singles, remixes e EPs também produzidos pelos músicos.

 

Godasdog – Escorpião

Continue Reading "Godasdog: “Escorpião”"