Tag Archives: Singles

SBTRKT: “New Dorp, New York” (feat. Ezra Koenig)

.

O lançamento da faixa Temporary View, parceria com o cantor britânico e velho colaborador Sampha, parecia apontar a direção do segundo trabalho em estúdio de SBTRKT. Na trilha do autointitulado disco de 2011, obra que apresentou oficialmente as composições do misterioso produtor Aaron Jerome, a faixa entregue em junho espaço para que a inédita New Dorp, New York mude (parcialmente) o cenário que deve aprimorar no ainda inédito Wonder When We Land (2014).

Primeira composição confirmada dentro do segundo álbum de Jerome, a recém-lançada criação ganha destaque pela presença de Ezra Koenig (Vampire Weekend) nos vocais, além, claro, da busca por novas referências sonoras de SBTRKT. Pop e experimental em um ambiente coeso, a faixa descarta parcialmente o R&B do primeiro álbum para brincar com elementos da musica jamaicana, bem como com as imposições do Dubstep na segunda metade dos anos 2000 – a relação com The Bug é visível. Apresentada na BBC Radio 1, a faixa abre caminho para o trabalho que ainda segue sem data de lançamento.

.

SBTRKT – New Dorp, New York (feat. Ezra Koenig)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Spoon: “Inside Out”

.

Os ouvintes do Spoon não tem mesmo do que reclamar. Faltando algumas semanas para o lançamento de They Want My Soul (2014), oitavo registro em estúdio do grupo norte-americano, cada nova faixa apresentada por Britt Daniel e Jim Eno apenas reforça a expectativa em relação ao novo álbum. Primeiro veio a urgente (e econômica) Rent I Pay, deixando para a leve Do You o lado mais sutil do grupo, tonalidade reforçada dentro do ambiente essencialmente melódico de Inside Out, novo e hipnótico single dos veteranos do Indie Rock.

Abastecida por sintetizadores, além, claro, da dobradinha entre a guitarra de Daniel e a bateria de Eno, a presente faixa serve como um reforço para o lado mais pop da banda, além de um inevitável regresso ao ambiente solucionado no começo dos anos 2000. Além da nova música, o grupo aproveitou para divulgar o clipe da pegajosa Do You, trabalho que conta com a direção assinada por Hiro Murai. Com lançamento pelo selo Loma Vista, They Want My Soul estreia oficialmente no dia cinco de agosto.

.

Spoon – Inside Out

.

Spoon – Do You

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Weezer: “Back To The Shack”

.

A melhor prova de que a zoeira é infinita está em Back To The Shack. Cada vez mais distante do passado assertivo que eternizou clássicos como Blue Album (1994) e Pinkerton (1996), Rivers Cuomo mantém firme a verve “bem-humorada” do Weezer para apresentar o cenário cômico de Everything Will Be Alright In The End (2014). 10º registro em estúdio da banda californiana e o novo álbum parece surgir como um resumo (em todos os sentidos) de tudo o que a banda vem promovendo desde o lançamento de Make Believe (2005).

Riffs sujos, vozes pegajosas e versos que parecem íntimos da presente fase da banda. Um enorme autoplágio que, na medida do possível, agrada como qualquer single prévio da banda. Na trilha de Beverly Hills, Pork and Beans e demais singles que lançaram os recentes projetos da banda, Back To The Shack gruda sem dificuldades nos ouvidos, mas, está longe de reforçar qualquer grau de esperança em relação a um bom novo álbum do grupo.

.

Weezer – Back To The Shack

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Pedrowl: “You Like It”

.

Responsável por algumas das festas de música pop menos óbvias da noite paulistana, o jovem Pedrowl apresenta agora sua primeira (e bem sucedida) criação: You Like It. Ainda que seja um remix da faixa homônima lançada pelo rapper/cantor Omarion há poucos meses, a composição deixa de pertencer ao ex-integrante do B2K para se transformar em um produto típico das referências e bases musicais do produtor paulistano.

Sintetizadores e vozes pueris (no melhor estilo Ryan Hemsworth), beats quebrados e uma avalanche de palminhas recheiam a faixa do princípio ao fim. Quase cinco minutos de colagens, recortes e pequenas reformulações do Pop/R&B que parecem funcionar perfeitamente dentro e fora das pistas. Para quem se interessou pelo trabalho do garoto, vale ouvir a (ótima) mixtape que ele lançou pela Thump há poucas semanas. Aproveite e siga o trabalho do Pedrowl no Facebook.

.

Pedrowl – You Like It

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , ,

Quays: “Tres”

.

O trabalho do produtor nova-iorquino Quays sobrevive de forma evidente dos detalhes. Depois de caminhar pelo terreno da ambient music em Physisicks – faixa inicialmente apresentada em uma ligação telefônica -, o misterioso artista assume na recém-lançada Tres uma continuação doce da faixa apresentada há poucas semanas. Entretanto, mais do que investir no resgate de velhas ideias, a nova faixa entrega em elementos do R&B um mecanismo leve de transformação.

Construída lentamente, Tres abre em meio bips eletrônicos, revela uma dose tímida de sintetizadores e, aos poucos, dissolve o principal elemento da nova criação de Quays: a voz. Claro que nada ultrapassa o teor abstrato já apontado pelo artista, que parece ao mesmo tempo se isolar e crescer com o passar da faixa. A canção é parte de uma série de lançamentos que o artista vem arquivando no Soundclod. Só não esqueça de ouvir com fones de ouvido.

.

Quays – Tres

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Shlohmo & Jeremih: “No More EP”

.

Desde que Shlohmo e o rapper Jeremih lançaram Bo Peep (Do U Right), em 2013, a troca de referências trouxe benefícios evidentes para os dois artistas. Enquanto o produtor californiano encontrou uma brecha acessível dentro da própria obra – antes guiada pelo experimento -, o rapper passou a apostar em uma sonoridade menos óbvia, comprovação ressaltada em Don’t Tell ‘Em, último single de Jeremi e uma das melhores composições lançadas nos últimos meses.

Como a melancólica No More já havia anunciado no começo de 2014, é hora de ter acesso ao primeiro EP colaborativo da dupla. Lançado de forma independente, o trabalho naturalmente concentra as bases de Shlohmo, sustentando musicalmente as rimas apresentadas por Jeremih. Independente, o trabalho pode ser baixado gratuitamente pela página da dupla. Abaixo, a faixa-título do projeto e um resumo daquilo que a dupla reserva ao longo da curta obra.

.


Shlohmo & Jeremih – No More

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Bleachers: “Take It Away” (Feat. Grimes)

.

A transformação assumida por Grimes no single Go – faixa escrita para Rihanna e exemplar do mais “pop” da cantora até aqui -, em nada parece ter afetado o aspecto “etéreo” da produtora canadense. Melhor exemplo disso está na chegada de Take It Away, novo lançamento do Bleachers, projeto paralelo de Jack Antonoff (guitarrista do Fun.) e uma mínima fração da proposta onírica lançada pela cantora no álbum Visions, de 2012.

Embora pertença ao primeiro álbum solo do Bleachers – Strange Desire (2014) -, não é difícil perceber uma série de elementos típicos do trabalho de Claire Boucher. Da voz enevoada aos sintetizadores que circulam ao fundo da composição, tudo soa como os inventos de Grimes nas canções mais tímidas apresentadas em 2012. Uma boa forma de passar o tempo enquanto a canadense não entrega ao público nenhuma outra novidade – ou pista sobre o próximo disco.

.

Bleachers – Take It Away (Feat. Grimes)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Speedy Ortiz: “Bigger Party”

.

Com o trabalho de estreia bem recebido – Major Arcana (2013) -, além de um bom EP apresentado há poucos meses, o grupo norte-americano Speedy Ortiz vem reforçando a boa forma a cada novo lançamento de estúdio. Não por acaso a banda foi convidada a integrar a série Adult Swim Singles, transportando as guitarras sujas e arranjos típicos da década de 1990 para dentro do projeto.

Em Bigger Party – música feita especialmente para a coletânea -, o grupo de Massachusetts não apenas investe nos elementos típicos dos últimos trabalhos, como ainda explora seu lado mais comercial. Com pouco mais de dois minutos de duração, a recém-lançada criação vai de The Breeders à Liz Phair, condensando guitarras, batidas e a voz intensa de Sadie Dupuis dentro de uma atmosfera quase pop.

.

Speedy Ortiz – Bigger Party

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , ,

Gouveia Phill: “Therd´ominia”

.

Responsável por algumas das composições mais viajantes que surgiram nos últimos meses, o paraibano Gouveia Phill surge agora com mais uma faixa guiada pelo delírio. Com quase oito minutos de duração, Therd´ominia brilha como uma expansão dos arranjos e bases instaladas nas antecessoras Salvat’oria e Serena, espalhando em ambientações versáteis a abertura para um território novo dentro curta obra do músico.

Dividida em três partes, a canção abre em meio a flertes com o pós-rock, se acomoda em uma atmosfera tímida e encerra de forma hipnótica, com Phill espalhando de forma sutil guitarras e vocais enevoados. Menos “acústica” que as demais criações do músico, Therd´ominia se sustenta pelos detalhes, obrigando a completa atenção do espectador.

.

Gouveia Phill – Therd´ominia

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Interpol: “All The Rage Back Home”

.

Para você que é fã do Interpol: Que música intensa é esta All The Rage Back Home, não é mesmo minha gente? Prestem atenção nas guitarras másculas e cheias de efeito, Paul Banks mostrando o lado mais sentimental dele a cada verso da canção e a música ainda serve para dançar na balada. Desde o último trabalho de estúdio da banda – lançado em 2010 – ninguém lançava uma canção tão poderosa, comovente e ainda assim sombria quanto esta. Não restam dúvidas: El Pintor vai ser o melhor disco de 2014. Ian Curtis sentiria inveja. #ChupaJoyDivision

Para você que é racional: Pode voltar a ouvir Turn on the Bright Lights (2002) e Antics (2004) que eles continuam repetindo a mesma fórmula, só que pior e de um jeito mais “pop”.

.

Interpol – All The Rage Back Home

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , ,