Quem esperava por um novo arrasa-quarteirões como Feel Good Inc. ou o pop melódico de On Melancholy Hill acabou encontrando algo mais em Hallelujah Money. Primeira composição inédita do Gorillaz em seis anos, a faixa que prepara o terreno para o novo álbum de estúdio do coletivo criado por Damon Albarn e Jamie Hewlett reforça o fino conceito sarcástico que há mais de uma década orienta grande parte das canções da banda.

Com versos assumidos pelo cantor e compositor inglês Benjamin Clementine, também personagem central do estranho vídeo que acompanha a canção, Hallelujah Money debate o culto e toda a adoração (quase) religiosa em torno do dinheiro. Repleto de referências políticas, o vídeo dirigido por Giorgio Testi ainda serve como um ataque ao novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Há poucas semanas, Noodle, uma das integrantes da banda, apresentou uma mixtape repleta de músicas compostas por mulheres fortes.

 

Gorillaz – Hallelujah Money (feat. Benjamin Clementine)

Continue Reading "Gorillaz: “Hallelujah Money” (feat. Benjamin Clementine)"

 

Mais conhecida pelo trabalho como uma das bateristas do Hot Chip, nas horas vagas, Sarah Jones assume o comando do Pillow Person. Trata-se de um projeto de música pop/eletrônica que transita pelo mesmo universo de artistas como Jessy Lanza e parte expressiva dos integrantes do selo PC Music. Vozes carregadas de efeitos, batidas frenéticas e sintetizadores que flertam com diferentes conceitos lançados na década de 1990.

Com um bom single em mãos, Go Ahead, em dezembro do último ano, a produtora apresentou ao público a inédita On Your Way, uma canção minimalista, doce e repleta de fragmentos eletrônicos. Agora transformada em clipe, o trabalho acaba assumindo o mesmo conceito delicado. No vídeo, Jones surge com o rosto e parte do corpo cobertos de glacê, emulando o tecido de uma roupa. A direção do trabalho é de Isaac Eastgate.

 

Pillow Person – On Your Way

Continue Reading "Pillow Person: “On Your Way” (VÍDEO)"

 

Em meio a tantas composições fortes que abastecem o segundo álbum de estúdio do Carne Doce, Princesa (2016), a tímida Eu Te Odeio nasce como um precioso respiro. Entre arranjos contidos de guitarras, a voz doce de Salma Jô se derrete, espalhando pequenas provocações, dúvidas e declarações de amor que alimentam o cotidiano de qualquer casal – “Vai, me fotografa / Diz, você me acha bonita? / Eu tenho tanto medo de esquecer o seu cheiro“,

A mesma intimidade que movimenta os versos acaba se refletindo no clipe produzido pelo Estúdio BÃO. Embaixo do chuveiro, Jô e marido, Macloys Aquino, guitarrista do Carne Doce, trocam carícias e as próprias roupas enquanto a música sutilmente se espalha ao fundo das imagens. Um perfeito diálogo entre som e imagem, cuidado também explícito no vídeo de Artemísia, trabalho lançado pela banda no último ano e um dos Melhores Clipes de 2016.

 



Carne Doce – Eu Te Odeio

Continue Reading "Carne Doce: “Eu Te Odeio” (VÍDEO)"

 

Em HEAL – 34º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2014 –, Timothy Showalter transportou o som produzido pelo Strand Of Oaks para um território melódico, base de músicas intensas como Goshen ’97. Em Rest of It, mais recente criação assinada pelo artista norte-americano, uma extensão crua, porém, nostálgica do som mesmo trabalho lançado há três anos. Guitarras e vozes que vão de Bruce Springsteen aos primeiros discos do Guns ‘n’ Roses.

Parte do novo álbum de inéditas do músico, Hard Love (2017), trabalho que já conta com a excelente Radio Kids, a nova composição mostra a busca de Showalter pelo mesmo rock produzido em grande parte da década de 1980. O mesmo aspecto “empoeirado” da presente canção acaba se refletindo no clipe produzido pela Weird Life Films. Uma coleção de imagens caseiras, sujas e luzes neon que carcaterizam a ambientação do projeto.

Hard Love (2017) será lançado no dia 27/02 via Dead Oceans.

 

Strand of Oaks – Rest of It

Continue Reading "Strand of Oaks: “Rest of It” (VÍDEO)"

 

Jamie Stewart sempre fez do uso de temas experimentais a base para cada novo registro do Xiu Xiu. Depois de brincar com a obra de David Lynch e Angelo Badalamenti no álbum Plays the Music of Twin Peaks (2016), o cantor e compositor californiano está de volta com um novo registro de inéditas. Intitulado FORGET (2017), o registro que já conta com a boa Wondering, ganha um poderoso reforço com o lançamento da inédita Jenny GoGo.

Menos acessível em relação ao material entregue no último ano, a nova faixa encanta pela forma como Stewart lida com o caos. Entre ruídos e batidas que parecem saídas de algum trabalho do Suicide, o músico detalha melodias sutis, como pequenos (e improváveis) respiros. A mesma estrutura explorada em Wondering, porém, orientada de forma ainda mais intensa dentro da presente canção. Jenny GoGo ainda conta com um clipe dirigido por Emp.Bikutoru.

 

Xiu Xiu – Jenny GoGo

Continue Reading "Xiu Xiu: “Jenny GoGo” (VÍDEO)"

 

Originalmente concebidas durante as sessões que resultaram no derradeiro Blackstar – 6º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2016 –, as inéditas No Plan, Killing A Little TimeWhen I Met You acabam de ser agrupadas em um novo trabalho de David Bowie: No Plan EP (2017). Com produção de Tony Visconti, parceiro de longa data do músico britânico, o registro ainda chega acompanhado de Lazarus, uma das principais canções do último álbum do camaleão do rock.

Como indicado durante o lançamento de Killing a Little Time, em outubro do último ano, as três “novas” composições seguem de perto a trilha deixada por Bowie e seus parceiros de estúdio. Um som essencialmente melancólico, intimista e recheado por ambientações típicas do jazz. Para a divulgação do trabalho, o diretor Tom Hingston, artista que já trabalhou com nomes como Massive Attack, foi convidado a produzir um lyric video para No Plan.

 

David Bowie – No Plan EP

Continue Reading "David Bowie: “No Plan EP”"

 

A mudança de direção assumida pelo Dirty Projectors em Keep You Name segue dentro do novo single da banda nova-iorquina. Em Little Bubble, mais recente invento de David Longstreth, melodias eletrônicas e vozes brandas detalham um novo fragmento da poesia intimista produzida pelo músico. Minuciosa, a canção dosa os experimentos testados há poucos meses, mergulhando na mesma atmosfera doce do álbum Swing Lo Magellan, de 2012.

Assim como o single anterior, entregue ao público em setembro do último ano, Little Bubble prepara o terreno para o novo álbum de inéditas do grupo norte-americano. A canção chega acompanhada de um precioso clipe dirigido por Adam Newport-Berra, cineasta que já trabalhou ao lado de artistas como Killer Mike e Francis and The Lights, além, claro, de dirigir o vídeo de Impregnable Question, do próprio Dirty Projectors.

 

Dirty Projectors – Little Bubble

Continue Reading "Dirty Projectors: “Little Bubble” (VÍDEO)"

 

Dez anos, esse foi o tempo que os fãs do Sleater-Kinney tiveram de esperar até o lançamento de um novo álbum de inéditas da banda norte-americana. Mesmo extenso, o longo período de espera acabou resultando no ótimo No Cities to Love – 25º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2015 –, obra que levou o trio de Olympia a produzir uma bem-sucedida turnê nos últimos dois anos, estímulo para o primeiro registro de inéditas do grupo: Live in Paris (2017).

Gravado durante uma apresentação da banda no teatro La Cigale, em Paris, o trabalho revela ao público uma seleção com 13 faixas que passeiam por diferentes fases do trio norte-americano. No repertório, clássicos como Dig Me Out, além de uma seleção de músicas vindas do mais recente álbum do grupo. Canção escolhida para apresentar o disco, Surface Envy chega acompanhada de um vídeo montado a partir de diferentes performances do Sleater-Kinney.

 

Live in Paris

01 Price Tag
02 Oh!
03 What’s Mine is Yours
04 A New Wave
05 Start Together
06 No Cities to Love
07 Surface Envy
08 I Wanna Be Your Joey Ramone
09 Turn It On
10 Entertain
11 Jumpers
12 Dig Me Out
13 Modern Girl

Live In Paris (2017) será lançado no dia 27/01 via Sub Pop.

 

Sleater-Kinney – Surface Envy

Continue Reading "Sleater-Kinney: “Surface Envy” (VÍDEO)"

 

A atmosfera acolhedora criada por Liz Harris em Ruins – 7º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2014 –, continua se espalhando delicadamente, sem pressa. Dois anos após o lançamento do bem-sucedido registro, a cantora e produtora norte-americana está de volta com um novo material. Trata-se da dobradinha Headache e I’m Clean Now, uma lenta sobreposição de vozes e guitarras ambientais que evidenciam o completo detalhismo da musicista.

Enquanto Headache cresce de forma hipnótica, sugando o ouvinte para dentro dela, em I’m Clean Now, Harris entrega uma canção que parece esfarelar nos ouvidos. Entre guitarras dedilhadas de forma tímida, uma manta ruidosa, sutil, parece cobrir os versos lançados pela cantora. Para divulgar o material, Grouper foi em busca do diretor Paul Clipson, responsável pelas imagens bucólicas que movimentam de forma sutil o clipe de Headache.

 

Grouper – Headache

Grouper – I’m Clean Now

Continue Reading "Grouper: “Headache” / “I’m Clean Now”"

 

Em 2013, com o lançamento de Heartthrob, as irmãs Tegan e Sara Quin assumiram de vez a busca por um som cada vez mais pop, dançante e íntimo das experiências musicais testadas ao longo de toda a década de 1980. Entre faixas como Closer e I Was a Fool, a explícita desconstrução do material intimista incorporado nos iniciais If It Was You (2002) e So Jealous (2004), conceito que se repete em cada uma das canções do recente Love You to Death (2016, Vapor / Warner Bros).

Oitavo álbum de estúdio da dupla canadense, o registro que conta com produção assinada pelo veterano Greg Kurstin (Lily Allen, Kelly Clarkson) faz de cada fragmento musical um componente pegajoso, acessível aos mais variados públicos. Da abertura do disco, em That Girl, passando por músicas como Stop Desire e Boyfriend – dois dos melhores exemplares da música pop em 2016 –, uma coleção de faixas capazes de “seduzir” em poucos instantes. Leia o texto completo.

BoyfriendHang on to the Night e Stop Desire, esses são alguns dos clipes produzidos pelas irmãs Tegan and Sara para divulgar o ótimo Love You to Death (2016), último álbum de estúdio da dupla. Para encerrar a série de vídeos, as canadenses apresentam o clipe de That Girl, trabalho que revela um pouco dos bastidores desse processo de divulgação do registro. A direção do vídeo é de Allister Ann.

 

Tegan and Sara – That Girl

Continue Reading "Tegan and Sara: “That Girl” (VÍDEO)"