Teago Oliveira: “Corações em Fúria (Meu Querido Belchior)”


Como vocalista da Maglore, Teago Oliveira trabalhou na produção de algumas das obras mais importantes do rock brasileiro na última década. Da sutil psicodelia que toma conta de III (2015) ao forte discurso político que invade as canções de Todas As Bandeiras – 13º colocado em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Brasileiros de 2017 –, sobram instantes de profundo acerto do músico baiano. Cuidado que se reflete mesmo nos recentes encontros com Wado, como em Onda Permanente, e Erasmo Carlos, com quem contribuiu em Não Existe Saudade no Cosmos, uma das melhores faixas do romântico Amar É Isso (2018).

Com a Maglore em hiato, Oliveira segue com a produção do primeiro álbum em carreira solo. Intitulado Boa Sorte (2019), o trabalho deve resgatar algumas das principais referências criativas do músico, como a forte relação com a obra do conterrâneo Raul Seixas e, principalmente, Belchior, músico homenageado no primeiro single do registro, Corações em Fúria (Meu Querido Belchior). Consumida pela nostalgia e temática política, a canção costura passado e presente em uma linguagem própria do artista baiano, estrutura que se reflete na composição dos arranjos e segue até o clipe dirigido por Victor Marinho.

Boa Sorte (2019) será lançado em 17/9 via Deck Disc.



Teago Oliveira – Corações em Fúria (Meu Querido Belchior)


One thought on “Teago Oliveira: “Corações em Fúria (Meu Querido Belchior)”

Leave a Reply