Tei Shi: “Red Light”


Responsável por uma das melhores músicas desta década, Bassically, Tei Shi pareceu não repetir o mesmo feito durante o lançamento do primeiro álbum de estúdio da carreira, Crawl Space (2017). De lá para cá, a cantora e compositora de ascendência colombiana e canadense vem se revezando na produção de um material deliciosamente contido e voltado ao R&B, mudança de estrutura evidente no lançamento de A Kiss Goodbye, canção que flerta com a bossa nova, mas que ganha novo direcionamento na inédita Red Light.

Marcada pelo reducionismo dos elementos, a canção parte do canto de pássaros e captações atmosféricas para mergulhar em um R&B típico do início dos anos 2000. Da construção das batidas à lenta inserção dos pianos, tudo se projeta como um complemento à poesia sensível de Tei Shi. Uma fuga declarada de tudo aquilo que a cantora havia testado em Crawl Space e, ao mesmo tempo, um precioso diálogo com a obra de Tinashe, Kehlani e outros nomes recentes do gênero, indicativo do novo direcionamento criativo adotado pela artista.


Tei Shi – Red Light