Thiago Pethit: “Moon”

Thiago Pethit

.

As referências visuais sempre tiveram um papel importante na composição do trabalho de Thiago Pethit. Exemplo mais expressivo disso está na atmosfera de Estrela Decadente (2012), último registro em estúdio do músico paulistano, e uma imensa colcha de retalhos – boa parte delas apoiadas em filmes, teatro e diversas manifestações visuais do século passado. Um dos poucos artistas nacionais que ainda parecem realmente interessado em explorar a relação entre música e imagem – vide o resultado em Nightwalker e Pas de Deux -, Pethit se une ao cineasta Heitor Dhalia – responsável por Nina, O Cheiro do Ralo e À Deriva – para construir o cenário amargo de Moon. Centrada na história de um grupo de garotos de programa, ou mais especificamente em dois deles, a obra captada em preto e branco pelas ruas de São Paulo esbarra em um efeito lascivo e melancólico. Mais de seis minutos em que nudez, carícias e dinheiro que vão dançando com acerto sob a lua mutável que o cantor exalta pela letra.

.


Thiago Pethit – Moon