Thiago Pethit: “Orfeu” (VÍDEO)


Thiago Pethit passou a última década brincando com a (des)construção da própria identidade criativa. Da atmosfera intimista e clima de cabaré que embala o inaugural Berlim, Texas (2010), passando pela forte teatralidade do bem-recebido Estrela Decadente (2012) ao diálogo com o glam rock de David Bowie e Lou Reed, em Rock’n’roll Sugar Darling (2014), cada novo registro de inéditas entregue pelo músico paulistano parece transportar o ouvinte para um território parcialmente transformado, estrutura que volta a se repetir nas canções do melancólico Mal dos Trópicos (Queda e ascensão de Orfeu da Consolação) (2019, Independente).

Primeiro registro de inéditas do cantor em cinco anos, o trabalho que conta com produção de Diogo Strausz (Alice Caymmi, Mahmundi) não apenas se distancia Pethit do rock nostálgico detalhado no álbum que o antecede, como reflete o lado mais sombrio do músico paulistano. “Eu não escrevo canções de amor. Mas canções sobre a ausência ou sobre a falta do amor. Sobre o abandono, o pedido de retorno, o lamento e a dor. Quando escrevo sobre amor, escrevo mais sobre mim do que sobre o outro. É sobre a solidão mais do que sobre amar“, escreveu no texto de apresentação da obra, apontando a direção seguida até o último verso do trabalho. Leia o texto completo.

Com direção de Camila Cornelsen, Orfeu é o mais novo clipe do cantor e compositor paulistano Thiago Pethit. Parte do recém-lançado Mal dos Trópicos (Queda e ascensão de Orfeu da Consolação) (2019), o vídeo passeia pelo centro da cidade de São Paulo, revelando fotografias vivas e ilustrações assinadas pelo próprio músico.


Thiago Pethit – Orfeu


Leave a Reply

Send this to friend