Torres: “Good Scare”


Em um intervalo de poucos anos, Mackenzie Scott foi do som empoeirado que marca o primeiro álbum como Torres, lançado em 2013, para o parcial experimentalismo detalhado nos sucessores Sprinter (2015) e Three Futures (2017). São variações instrumentais que se espalham em meio a ruídos, sintetizadores e temas atmosféricos, direcionamento que volta a se repetir no quarto registro de inéditas da musicista norte-americana, Silver Tongue (2020). Primeiro trabalho da artista com distribuição pela Merge, o disco conta com nove canções produzidas, compostas e gravadas pela cantora.

Como preparativo para o lançamento do trabalho, previsto para janeiro do próximo ano, Scott deu vida à inédita (e delicada) Good Scare. Faixa de abertura do novo disco, a canção assume a função de introduzir o ouvinte ao ambiente climático da obra. São guitarras trabalhadas de forma atmosférica, sintetizadores ocasionais e a voz delicada de Scott, como um instrumento complementar que corre ao fundo da canção. Frações melódicas que refletem o esmero da artista, como um misto de sequência e lenta desconstrução do material entregue durante a produção de Three Futures.


Silver Tongue

01 Good Scare
02 Last Forest
03 Dressing America
04 Records Of Your Tenderness
05 Two Of Everything
06 Good Grief
07 A Few Blue Flowers
08 Gracious Day
09 Silver Tongue

Silver Tongue (2020) será lançado em 31/1 via Merge.


Torres – Good Scare

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.