TR/ST: “Colossal”


Poucas vezes antes o som produzido por Robert Alfons pareceu tão sombrio e deliciosamente complexo quanto em Colossal. Do uso condensado da voz, sempre precisa, passando pela lenta sobreposição dos sintetizadores, ruídos eletrônicos e batidas, perceba como o cantor e produtor canadense não apenas dialoga com a mesma darkwave produzido nos anos 1980, como preserva a própria identidade artística, resgatando uma série de elementos originalmente aprimorados durante o último álbum de estúdio como TR/ST, o excelente Joyland (2014).

Marcada pelo detalhismo dos elementos, a canção que flerta com a obra de veteranos como Nine Inch Nails e Depeche Mode aponta a direção seguida pelo músico durante a produção do aguardado The Destroyer (2019). Terceiro álbum de estúdio do artista canadense, o registro teve parte expressiva de suas faixas apresentadas ao público nas últimas semanas. São faixas como a soturna, porém, sensível Gone, a atmosférica Unbleached e, mais recentemente, Grouch, composição que preserva o lado sombrio do trabalho de Alfons.

The Destroyer (2019), será lançado em 19/04.


TR/ST – Colossal