Troye Sivan: “Take Yourself Home”


Com o lançamento de Bloom – 36º colocado em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Internacionais de 2018 –, Troye Sivan não apenas se mostrou capas de replicar o mesmo som comercial testado no introdutório Blue Neighbourhood (2015), como se permitiu avançar criativamente. O resultado dessa propositada ruptura criativa está na entrega de músicas como Animal, My! My! My! e todo um fino repertório que vai do R&B à eletrônica em uma linguagem deliciosamente estranha, proposta que ganha ainda mais destaque com a entrega da madura Take Yourself Home.

Ponto de partida para o novo álbum do artista australiano, a faixa brilhantemente produzida pelo sueco OZGO (Taylor Swift, Carly Rae Jepsen), encontra na lenta desconstrução das batidas e temas instrumentais a base para uma das letras mais sensíveis do cantor. “Quem você realmente tenta ser quando vê seu rosto? / Vale a pena tentar vencer em um jogo perdido?“, questiona enquanto ambientações sujas, vozes e sintetizadores se espalham de maneira irregular, lembrando as criações de Jamie XX ou os últimos lançamentos de Frank Ocean, como a ótima In My Room.



Troye Sivan – Take Yourself Home