tUnE-yArDs: “Real Thing”

.

Na contramão de grande parte dos artistas que tendem ao “comercial” em busca de novos horizontes, Garbus curiosamente amplia o próprio campo de atuação. Melhor exemplo disso está em Real Thing, música que soa como uma versão abstrata do Justin Timberlake da faseFutureSex/LoveSound (2006).

Precisa de mais? Que tal mergulhar nas confissões da artista emLook Around, uma típica canção de amor que pesa sobre os arranjos e versos da cantora. Sobram experimentos eletrônicos em Stop That Man, uma espécie de regresso ao clima caseiro do primeiro disco em Rocking Chair, além de uma versão reformulada do adorado Afrobeat de Garbus no interior de Left Behind. Possibilidades não faltam – para o ouvinte, ou para a cantora. Leia a resenha completa.

Seguindo a linha dos últimos trabalhos de tUnE-yArDs, abaixo você encontra o colorido clipe de Real Thing, uma das boas composições de Nikki Nack (2014). A direção é de Tom Jobbins.

.

tUnE-yArDs – Real Thing

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.