Yeah Yeah Yeahs: “Sacrilege”

Yeah Yeah Yeahs

.

Tão logo It’s Blitz! foi entregue ao público em março de 2009, logo veio um sério questionamento: o que vai ser do Yeah Yeah Yeahs daqui pra frente? Estaria a banda pronta para um regresso ao mesmo Indie Rock cru de Fever to Tell (2003)? Uma nova busca das mesmas melodias pop de Show Your Bones (2006)? Ou quem sabe uma sequência dos mesmos sintetizadores que lavaram o terceiro álbum da banda? Do que depender do recém-lançado single Sacrilege, todas as alternativas estão certas. Faixa de abertura do inédito Mosquito, quarto álbum da discografia dos nova-iorquinos, a canção parece costurar todos os elementos que marcam os mais de 10 anos de carreira do grupo em um mesmo composto. Guitarras que tendem ao rock, vocais épicos que brincam com o pop e uma camada extras de sons encorpados capazes de resgatar parte expressiva do que foi construído no último disco. Mais do que isso: uma dose de ineditismo parece flutuar ao fundo da canção.

Com produção dividida entre Nick Launay, músico inglês que já trabalhou com o YYYs no último disco, e David Sitek, um dos membros do TV On The Radio e velho colaborador da banda, o álbum previso para o dia 16 de Abril parece brincar com o clima grandioso das vozes e instrumentos.  Assim como a capa desconcertante que ilustra o novo disco, a proposta dos nova-iorquinos parece se concentrar em um misto de perversão das velhas referências, ao mesmo tempo em que diversas marcas quase caricatas são adaptadas ao presente. Dessa forma, os vocais de Karen O parecem reviver a esquizofrenia dos primeiros discos, enquanto o coro de vozes e a limpidez das guitarras apontam para um novo cenário. Uma espécie de encontro inusitado entre The Breeders e música gospel que, ao menos por enquanto, agrada e muito.

.

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=6_dw3TZNIGE?rol=0]
Yeah Yeah Yeahs – Sacrilege


2 thoughts on “Yeah Yeah Yeahs: “Sacrilege”

Comments are closed.